“Bazuca” pode falhar impulsionamento da economia europeia, diz Schäuble

  • ECO
  • 26 Janeiro 2021

Existe uma "falta de progresso real" e de "eficiência na execução" destes programas reformistas entre os Estados-membros, refere o antigo ministro das Finanças alemão.

A Europa corre o risco de não conseguir cumprir a sua missão de impulsionar as suas perspetivas de crescimento através dos 750 mil milhões de euros da chamada “Bazuca Europeia”, fundo criado para combater o impacto da pandemia da Covid-19 nos diferentes Estados-membros. O alerta foi feito por Wolfgang Schäuble, avança o Financial Times.

O antigo ministro das Finanças alemão coloca esta questão pelo facto de ter algumas dúvidas acerca da capacidade dos diferentes Estados-membros para implementar duras reformas económicas, destacando uma “falta de progresso real” e de “eficiência na execução” destes programas reformistas entre os países, salienta Schäuble.

Neste âmbito, o atual presidente do Parlamento alemão destaca ainda que deveria ter-se definido “há muito tempo em que áreas os Estados-Membros deveriam investir estes fundos”, pois a União Europeia teria dispensado tempo excessivo na discussão sobre a dimensão do fundo e a distribuição dos montantes. Teria perdido pouco tempo “a pensar no que gastar”, disse o ex-ministro das Finanças alemão.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

“Bazuca” pode falhar impulsionamento da economia europeia, diz Schäuble

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião