Primeiro-ministro italiano apresenta demissão

Giuseppe Conte, primeiro-ministro de Itália, apresentou esta terça-feira a sua demissão do Governo. "Sempre agimos com consciência", disse.

O primeiro-ministro de Itália, Giuseppe Conte, apresentou esta terça-feira a sua demissão do Governo ao Presidente Sergio Mattarella., avança o jornal LaStampa (conteúdo em italiano). Decisão acontece após o partido de Matteo Renzi ter abandonado o acordo de coligação que tinha com o Governo.

Giuseppe Conte esteve reunido cerca de meia hora com o chefe de Estado no Palácio Quirinale, em Roma, tendo entregue a sua renúncia ao cargo de primeiro-ministro. Sergio Mattarella vai começar a reunir-se esta quarta-feira com as forças políticas para discutir a formação de um novo Governo.

“Agradeço a toda a equipa do Governo, a cada ministro, por cada dia destes meses juntos”, disse Giuseppe Conte, durante o Conselho de Ministros extraordinário que convocou para hoje. “Podemos ter cometido erros, mas sempre agimos com consciência. Podíamos ter feito outra coisa, claro, cada um de nós tem limites, mas não nos poupámos”, acrescentou.

Giuseppe Conte adiantou que não haverá uma conferência de imprensa, mas disse estar a preparar um vídeo onde explicará todos os motivos que levaram à sua demissão.

Esta decisão surge depois de o partido de Matteo Renzi, Italia Viva, ter abandonado o acordo de coligação que — juntamente com o Movimento 5 Estrelas — mantinha com Giuseppe Conte. Na base desta saída está a forma como o Governo tem lidado com a pandemia, mas sobretudo os planos de recuperação económica que apresentou, que foram aprovados, mas com os quais Matteo Renzi não concorda, tendo-se, aliás, abstido na votação.

Os primeiros abalos no Governo não tardaram e, após a saída do partido de Renzi, aconteceu ainda as demissões de duas ministras. Como o Itália Viva é que garantia a maioria parlamentar a Conde através dos seus 30 deputados na câmara baixa e 18 na câmara alta do Parlamento italiano, este decidiu abandonar o cargo de primeiro-ministro. Contudo, de acordo com a imprensa italiana, o objetivo é que o Presidente Sergio Mattarella lhe permita formar um novo Governo, pela terceira vez em dois anos.

Na semana passada, Giuseppe Conte solicitou ao Senado uma manifestação de apoio ao seu Governo, mas não reuniu os 161 votos necessários para obter a maioria absoluta na câmara alta.

(Notícia atualizada às 12h45 com mais informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Primeiro-ministro italiano apresenta demissão

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião