Pessoas com mais de 80 anos vacinadas na 1.ª fase. Haverá 810 mil com vacinação completa no fim de março

Até sexta-feira haverá 74 mil pessoas que têm a vacinação completa (com as duas doses). No final de março, mais de 800 mil pessoas devem estar vacinadas em Portugal.

Portugal tem 30 milhões de doses de vacinas garantidas, indicou esta quinta-feira Francisco Ramos, coordenador da task force do plano de vacinação contra a Covid-19. Recebeu, destas, 377 mil doses, estando a acelerar o processo de vacinação, daí que haja, agora, uma mudança nos grupos prioritários: pessoas com mais de 80 anos passam a estar incluídas na primeira fase de vacinação, tendo ou não alguma patologia preexistente, assim como os titulares de órgãos de soberania. No final de março, 810 mil portugueses poderão ter a vacinação completa.

Portugal já recebeu mais de 377 mil doses da vacina desenvolvida pela Pfizer/BioNTech, das quais 19.500 foram para as regiões autónomas, e 8.400 doses da vacina da Moderna. Com as doses da Pfizer, 74 mil pessoas terão a vacinação completa (com as duas doses tomadas) até esta sexta-feira e 178 mil já iniciaram a vacinação (uma dose tomada). Já com as da Moderna, 5.400 já iniciaram o processo de vacinação.

Entre as pessoas vacinadas, 57.500 são profissionais de saúde do Serviço Nacional de Saúde (SNS) com a vacinação completa e 16 mil já tomaram a primeira dose. No setor privado, 2.370 profissionais iniciaram a vacinação e Francisco Ramos assegurou que na próxima semana a capacidade de vacinação no setor será reforçada. O coordenador adiantou ainda que 12 mil pessoas do grupo com mais de 50 anos com patologias associadas iniciaram esta semana a vacinação.

Nos lares e cuidados continuados “para um total de quase 200 mil pessoas a vacinar, já demos pelo menos a primeira dose a 164 mil”, revelou. No entanto, “cerca de 30 mil pessoas não foram ainda vacinadas por haver situações de surtos em cerca de 205 unidades”.

Entre todas as pessoas já vacinadas, o coordenador disse que foram reportadas reações adversas em apenas 0,65% dos vacinados. Salientou ainda que “não houve até hoje nenhuma notificação de reações que não estivessem previstas no resumo de características do medicamento”.

Pessoas com mais de 80 anos vacinadas na 1.ª fase

Sublinhando que este plano de vacinação estará sempre em atualização, Francisco Ramos revelou que as pessoas com mais de 80 anos estarão também incluídas na primeira fase de vacinação. “Aquilo que se propôs é manter o grupo dos 50 aos 79 anos [com patologias associadas], mas incluir nesta primeira fase todas as pessoa com mais de 80 anos”, independentemente de terem, ou não, alguma doença preexistente. A vacinação destas pessoas será iniciada já na próxima segunda-feira.

Com a mudança nos grupos prioritários, foram identificadas quase 500 mil pessoas nos centros de saúde que terão agora direito à vacina.

Francisco Ramos explicou que, desta forma, Portugal conseguirá estar “em linha com o desafio a nível europeu de até ao final de março vacinarmos 80% das pessoas com mais de 80 anos e os profissionais de saúde”. Contando com a vacina da AstraZeneca, Portugal vai receber milhões de vacinas até ao final de março. Podendo ter, até ao final de março 810 mil pessoas com a vacinação completa e ter também iniciado a vacinação de 500 mil pessoas, com a primeira dose.

Entre as aprovadas e as que aguardam aprovação, Portugal tem quase 30 milhões de vacinas contratadas. A vacina da AstraZeneca deverá ser aprovada na sexta-feira e a vacina da Janssen deverá ser aprovada ainda no primeiro trimestre. Já as vacinas da Curevac e da Sanofi encontram-se ainda em ensaios clínicos.

A dúvida agora é com a AstraZeneca, mas o secretário de Estado Adjunto da Saúde, António Sales, garantiu que o país está a trabalhar com conjunto com o executivo europeu para que o prazos acordados sejam executados. No que diz respeito às duas vacinas que já têm aprovação, 1,5 milhões de doses deverão chegar no primeiro trimestre e cinco milhões no segundo. Francisco Ramos espera aumentar este número com as vacinas que já pediram autorização à Agência Europeia do Medicamento.

Mil pessoas dos órgãos de soberania serão vacinadas

Quanto aos órgãos de soberania, Francisco Ramos explicou que estão incluídos pessoas em “cargos indispensáveis para a sociedade”, como titulares de órgãos de soberania, altos cargos com funções no quadro de emergência, responsáveis da Proteção Civil e responsáveis da Procuradoria-Geral da República e do Ministério Público. Entre fevereiro e março espera-se que sejam vacinados, neste grupo, cerca de mil pessoas.

Francisco Ramos esclareceu ainda que os ministros que já foram infetados com o novo coronavírus não vão ser já vacinados. “Quem já teve a doença e já recuperou não é vacinado nesta fase”, disse, referindo-se à norma para todos os cidadãos.

(Notícia atualizada às 13h33)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Pessoas com mais de 80 anos vacinadas na 1.ª fase. Haverá 810 mil com vacinação completa no fim de março

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião