Tombo do PIB dos EUA não assusta Wall Street

A Reserva Federal norte-americana já tinha avisado que o ritmo de recuperação da atividade económica e do emprego tem sido mais fraco que o esperado. Indicou que irá por isso manter os estímulos.

Wall Street não se deixou impressionar pelo esperado tombo da economia norte-americana e arrancou a sessão em alta. Apesar de o país ter registado a maior recessão desde a segunda guerra mundial, os estímulos monetários e orçamentais estarão a dar suporte às ações.

O índice industrial Dow Jones sobe 0,24% para 3.0377,19 pontos, o financeiro S&P 500 avança 0,13% para 3.755,75 pontos e o tecnológico Nasdaq ganha 0,40% para 13.323,294 pontos. O índice de medo VIX recua, sinalizando que os investidores não se deixaram impressionar pelos dados do Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA.

A economia dos Estados Unidos contraiu 3,5% no ano passado face a 2019, de acordo com os dados preliminares divulgados esta quinta-feira pelo Departamento do Comércio do país. É a pior recessão desde 1946 e a primeira queda do PIB desde a recessão de 2007 a 2009. Considerando apenas o quarto trimestre, o crescimento foi de 4% (em termos anualizados, a forma de cálculo usada no país).

A Reserva Federal norte-americana já tinha avisado, esta quarta-feira após a sua reunião de política monetária, que o ritmo de recuperação da atividade económica e do emprego tem sido mais fraco que o esperado, principalmente nos setores mais afetados pela pandemia. O banco central liderado por Jerome Powell indicou por isso que é demasiado cedo para pensar numa retirada dos estímulos monetários, incluindo o programa de compra de ativos.

Além deste apoio, os mercados esperam ainda a concretização dos estímulos orçamentais prometidos pelo novo Presidente Joe Biden. O sucessor de Donald Trump revelou, após a eleição, um pacote com 1,9 biliões de dólares para famílias e empresas, mas o plano continua à espera de ser aprovado pelos partidos.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Tombo do PIB dos EUA não assusta Wall Street

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião