Maior acionista da EDP investe até 500 milhões em energia eólica em Espanha

A China Three Gorges quer comprar 400 MW de ativos eólicos em Espanha, num negócio que poderá ser avaliado entre 400 e 500 milhões de euros. Um acordo pode ser assinado já em fevereiro.

O maior acionista da EDP (com 19,03%), a China Three Gorges (CTG), está em negociações para realizar investimentos em energias renováveis em Espanha, num valor que pode ascender a 500 milhões de euros. A gigante chinesa da energia procura assim duplicar a sua presença no país ibérico, avança a Bloomberg esta quinta-feira citando fontes anónimas, próximas do processo.

A empresa detida pelo Estado chinês está interessada em comprar um portfólio detido por um grupo de investidores e formado sobretudo por ativos eólicos localizados em Espanha, com uma capacidade instalada de 400 MW, num negócio que poderá ser avaliado entre 400 e 500 milhões de euros, referiram as mesmas fontes. De acordo com a Bloomberg, as negociações já estão avançadas e é possível que um acordo seja alcançado já este mês de fevereiro. Conhecido como Borawind, o portfólio inclui oito parques eólicos localizados na região de Burgos, a norte de Madrid.

Os ativos na mira da CTG são detidos pela empresa de investimentos Cefiro, liderada pela família espanhola Masaveu, também ela acionista da EDP (7,20%). Outros investidores incluem o fundo de investimento Korys, da família bilionária belga Colruy, e ainda por um grupo de investidores portugueses da Exus Management Partners.

Os atuais proprietários adquiriram os ativos renováveis da empresa de private-equity Bridgepoint em 2016, por um valor que não foi divulgado.

Este investimento da CTG em Espanha segue-se à compra, no ano passado, de 13 centrais solares com mais de 500 MW de capacidade instalada, detidas pela X-Elio Energy e pelas empresas de investimentos Brookfield Renewable Partners e de private equity KKR.

Os chineses da CTG estiveram também entre os finalistas na compra do Grupo T-Solar, uma empresa de energia limpa com presença em Espanha e Itália, adquirida em dezembro pela Squared Capital por 1,5 mil milhões de euros. A China Three Gorges abriu também uma filial em Espanha em 2020 com o objetivo de investir em energias renováveis no país vizinho.

(Notícia atualizada com mais informações)

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Maior acionista da EDP investe até 500 milhões em energia eólica em Espanha

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião