“Honrado” e “intimidado” por assumir o cargo, novo CEO quer “Galp a prosperar na transição energética”

O britânico assumiu na passada sexta-feira a liderança da Galp e não quis deixar de enviar uma mensagem aos trabalhadores. Pediu a "ajuda" e o "apoio" de todos para concretizar objetivos.

No momento em que assume a liderança da Galp Energia, o britânico Andy Brown quis deixar uma mensagem aos trabalhadores da petrolífera nacional. Numa carta de duas páginas, o novo CEO define como objetivo ver a Galp “prosperar durante a transição energética”, mas também ser “um ótimo lugar para se trabalhar”. Mas, para isso, Andy Brown diz precisar da ajuda de todos os colaboradores.

“Ao assumir este cargo de CEO, num momento tão difícil, faço-o com um sentimento de entusiasmo, mas também com um sentido de grande responsabilidade”, começa por escrever Andy Brown, afirmando sentir-se “verdadeiramente honrado” por assumir a liderança da petrolífera mas, ao mesmo tempo, “um pouco intimidado por ser o primeiro CEO estrangeiro da Galp”.

O britânico diz ainda sentir o “peso da responsabilidade inerente à possibilidade de liderar” a Galp num momento em que se atravessam “as maiores mudanças no sistema energético no último século“. Assim, define como ambições “ver a Galp não só prosperar durante a transição energética, mas ser também um ótimo lugar para se trabalhar, onde todos se sintam apoiados e respeitados”.

Para isso, diz precisar da “ajuda” e “apoio” de todos os colaboradores em quatro pontos essenciais: promover o trabalho em equipa, procurar oportunidades para criar mais valor através de novas ideias, estar preparado para acolher a mudança e cuidar do bem-estar uns dos outros.

Por último, Andy Brown reconhece a atual situação pandémica que se vive, em que “os níveis de stress estão elevados”, e deixou uma mensagem de otimismo: “Estou confiante que, depois deste começo de ano difícil, 2021 será um ano de recuperação (…). Esta vai ser uma viagem emocionante. Será difícil, mas gratificante. Espero que estejam prontos para o desafio!“, escreveu.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

“Honrado” e “intimidado” por assumir o cargo, novo CEO quer “Galp a prosperar na transição energética”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião