Energéticas atiram Dow Jones para novo máximo

EUA preparam-se para uma semana de condições climatéricas adversas. Perspetivas de aumento de consumo energético anima setor e Dow Jones escala até novo recorde.

O Dow Jones fechou a sessão desta terça-feira num novo máximo histórico, aproveitando os ganhos robustos do setor energético, que avançou até 6%, na sequência da subida dos preços do petróleo e gás natural devido às condições climatéricas adversas que se perspetivam para os EUA durante esta semana.

O índice industrial avançou esta terça-feira 0,20% para 31.522,75 pontos, um novo recorde, com as petrolíferas como a ExxonMobil, Chevron e Marathon Oil a registarem altas entre os 2% e os 6%.

Ainda assim, o dia em Wall Street foi misto, com o Nasdaq a cair 0,34% perante a queda das ações tecnológicas, enquanto o S&P 500 perdeu 0,06% devido aos receios com a subida dos juros das obrigações.

A taxa de juro das obrigações americanas a dez anos atingiram o valor mais elevado desde fevereiro do ano passado.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Energéticas atiram Dow Jones para novo máximo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião