Pais com filhos mais novos vão poder trocar teletrabalho por apoio

  • ECO
  • 17 Fevereiro 2021

Os pais com filhos mais novos vão ter acesso ao apoio criado por causa do fecho das escolas, mesmo que desempenhem funções compatíveis com teletrabalho. Apoio vai subir até 100% em alguns casos.

O Governo vai levar à mesa da concertação social uma proposta para que os pais com filhos até ao 4.º ano de escolaridade tenham acesso ao apoio criado por causa do fecho das escolas, mesmo que as respetivas funções possam ser desempenhadas em regime de teletrabalho.

A proposta, revelada pelo Jornal de Negócios (acesso pago), abrangerá também as crianças nas creches e ensino pré-escolar, dependentes com deficiência e incapacidade igual ou superior a 60% e as famílias monoparentais. Além disso, os pais que cuidem dos filhos de forma alternada vão ter direito a receber o salário a 100%.

Atualmente, a medida não abrange os pais com funções compatíveis com teletrabalho. Além disso, o entendimento da Segurança Social tem sido o de que o apoio não deve ser atribuído a nenhum dos pais se um deles estiver em teletrabalho. O apoio é constituído por 66% do vencimento base, num mínimo de 665 euros e um máximo equivalente a três salários mínimos, isto é, 1.995 euros.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Pais com filhos mais novos vão poder trocar teletrabalho por apoio

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião