Wall Street volta aos ganhos com Dow Jones em máximos. Boeing dispara 8%

Após a abertura em baixa, Wall Street fechou com ganhos, com o Dow Jones a bater novo máximo. Declarações do presidente da Reserva Federal dos EUA contribuíram para o desempenho positivo das bolsas.

As praças norte-americanas ganharam “fôlego” e terminaram a sessão no “verde”, com o industrial Dow Jones a atingir um novo recorde. A venda massiva de ações ligadas ao setor tecnológico amenizou, enquanto os receios relativos à subida da inflação foram estancados pelas garantias dadas esta quarta-feira pelo presidente da Fed.

Jerome Powell afirmou esta quarta-feira que o banco central pode demorar mais de três anos a atingir as metas de inflação, dando sinais de que a Fed está a planear a longo-prazo e que poderá continuar a manter as taxas de juro inalteradas por um longo período de tempo.

Estas garantias ajudaram a tranquilizar os investidores. “Os mercados estão muito preocupados com a inflação e com a subida das taxas de juros. Mas isto vem contrapor com o que o Fed está a dizer”, aponta King Lip, responsável por departamento de investimentos do Baker Avenue Asset Management, citado pela Reuters (acesso livre, conteúdo em inglês).

Neste contexto, o índice de referência S&P 500 ganhou 1,18% para 3.927,26 pontos, enquanto o tecnológico Nasdaq ganhou 0,99% para 13.597,89 pontos. Ao mesmo tempo, o industrial Dow Jones valorizou 1,39% para os 31.975,03 pontos, um novo recorde de fecho, impulsionado pelos ganhos das cotadas ligadas ao setor energético, industrial e financeiro.

Entre as cotadas que mais se destacaram está a Boeing, que disparou 8,12% para os 229,34 dólares por ação, enquanto a Chevron subiu 7,69% para os 103,31 dólares. No setor financeiro, nota ainda para a Goldman Sachs e para a Visa que valorizaram mais de 3% para os 330,64 e 219,43 dólares, respetivamente.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Wall Street volta aos ganhos com Dow Jones em máximos. Boeing dispara 8%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião