Após terceiro melhor ano de sempre, Autoeuropa em alerta perante a concorrência do norte de Espanha

Unidade de Palmela parte para um "novo ciclo" num "clima de grande incerteza e vulnerabilidade global devido à pandemia, e num contexto de mudança da indústria automóvel".

A Autoeuropa sofreu o impacto da Covid-19 no ano passado. Produziu menos do que pretendia, mas este ano, apesar de a pandemia continuar, quer arrancar com um novo ciclo que tem mais desafios do que apenas a crise sanitária. Miguel Sanches alerta para a “mudança da indústria automóvel”, salientando a necessidade de a fábrica de Palmela se posicionar perante a concorrência da Europa, mas principalmente do norte de Espanha.

A unidade portuguesa da Volkswagen “encerrou em 2020 um ciclo de crescimento no qual se afirmou novamente como a principal exportadora nacional”, diz a empresa em comunicado, depois de ter produzido 192 mil unidades no ano passado, grande parte delas do modelo T-Roc (embora tenha fabricado também modelos da VW Sharan e Seat Alhambra).

"Teremos que encontrar argumentos para nos posicionarmos de forma competitiva em relação à concentração de capacidade produtiva existente no centro da Europa e particularmente no norte de Espanha.”

Miguel Sanches

Diretor geral da Autoeuropa

Apesar das adversidades, a Volkswagen Autoeuropa em 2020 “equivaleu a 1,4% do PIB nacional, e a 4,7% do total de exportações do país”, números reveladores da importância desta unidade para a economia portuguesa. Isto além de contar atualmente com 5.282 colaboradores, dos quais 98% com vínculo permanente.

É tendo em conta esta dimensão da fábrica na economia lusa que Miguel Sanches deixa alguns alertas no momento em que a Autoeuropa inicia um novo ciclo.

Este ciclo “inicia-se agora num clima de grande incerteza e vulnerabilidade global devido à pandemia, e num contexto de mudança da indústria automóvel no qual teremos que encontrar argumentos para nos posicionarmos de forma competitiva em relação à concentração de capacidade produtiva existente no centro da Europa e particularmente no norte de Espanha“, alerta.

É consciente destes desafios que o diretor-geral da Volkswagen Autoeuropa promete uma resposta mais ágil da unidade portuguesa. Continuaremos com a agilidade de sempre a procurar transformar desafios em oportunidades”, refere o responsável pela fábrica de Palmela, em comunicado.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Após terceiro melhor ano de sempre, Autoeuropa em alerta perante a concorrência do norte de Espanha

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião