EDP Renováveis afunda mais de 10% com desconto nas ações do aumento de capital

Valor dos títulos aproxima-se daquele a que foram vendidas as ações na operação de aumento de capital junto de investidores institucionais.

A EDP Renováveis afunda mais de 10% após um aumento de capital de 1,5 mil milhões de euros junto de grandes investidores. A empresa de energias renováveis avançou esta terça-feira com a operação e os bancos de investimento abriram o livro de ordens, que rapidamente foi preenchido, assegurando o financiamento para o plano de expansão.

Cada um dos 88.250.000 novos títulos foi vendido a 17 euros, o que representa um desconto de 9,3% face à cotação da EDP Renováveis no último fecho na bolsa de Lisboa antes de anunciar a operação. No arranque da sessão desta quarta-feira — já com os resultados finais conhecidos e após um interregno de 13 minutos que é acionado pela bolsa automaticamente quando a variação é muito elevada –, as ações perdem 10,35% para 16,80 euros.

EDP Renováveis afunda em bolsa

A casa-mãe EDP — que reduziu a participação no capital da empresa de energias verdes, passando, ainda assim, a controlar 75% do capital da cotada — cai 3% para 4,627 euros. O encaixe com estes novos títulos vai servir para o grupo financiar parcialmente o plano de investimentos de cerca de 24 mil milhões em transição energética e a EDP Renováveis um plano de investimentos de cerca de 19 mil milhões para implementar cerca de 20 GW de renováveis até 2025.

As duas cotadas, as maiores da bolsa de Lisboa, estão assim a atirar o PSI-20 para “terreno” negativo. As primeiras negociações foram entre ganhos e perdas ligeiras, mas quando a EDP Renováveis começou a negociar aprofundaram-se as quedas. O índice de referência nacional tomba 1,6% para 4.701,51 pontos.

Além da família EDP, também a Novabase (-5%) e a REN (-0,22%) estão no vermelho. Ainda assim a generalidade das cotadas (12) está em terreno positivo, com a Galp Energia a liderar. A petrolífera avança 1,15% para 9,782 euros por ação, com o petróleo a subir pela primeira vez em quatro sessões. O Brent de referência europeia valoriza 0,4% para 62,95 dólares por barril e o crude WTI norte-americano ganha 0,38% para 59,98 dólares.

Entre os restantes “pesos pesados” do PSI-20, a Nos sobe 1,17% para 2,77 euros, a Jerónimo Martins soma 0,35% para 13 euros e o BCP avança 0,25% para 0,1209 euros.

Tal como na terça-feira, Lisboa contraria assim o sentimento positivo que se vive um pouco por toda a Europa. O Stoxx 600 avança 0,4%, enquanto o francês CAC 40 sobe 0,5%, o espanhol IBEX 35 ganha 0,6%, o alemão DAX soma 0,7% e o britânico FTSE 100 valoriza 0,9%.

(Notícia atualizada às 08h35)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

EDP Renováveis afunda mais de 10% com desconto nas ações do aumento de capital

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião