Nas notícias lá fora: Facebook, UEFA e as garrafas de água mais caras do mundo

O Facebook está a preparar um Instagram para crianças, enquanto a Uefa vai partilhar o controlo da Liga dos Campeões com os clubes. A Noruega é o país do mundo que tem as garrafas de água mais caras.

O Facebook quer chegar a cada vez mais pessoas em todo o mundo e está a preparar-se para criar um Instagram para crianças com menos de 13 anos. Na banca, os banqueiros do Goldman Sachs pedem para trabalhar apenas 80 horas por semana, enquanto no desporto, a UEFA vai partilhar controlo da Liga dos Campeões com clubes e o Reino Unido quer testar certificados Covid-19 para possibilitar a reabertura eventos desportivos.

Business Insider

Facebook está a preparar um Instagram para crianças

O Facebook quer chegar a cada vez mais pessoas em todo o mundo, estando de olho nos mais novos. O Instagram, que detém, está a preparar uma versão da popular aplicação para crianças com menos de 13 anos. “Identificámos as crianças como uma prioridade”, colocando o desenvolvimento desta “nova” rede social no topo da lista de afazeres, revela Vishal Shah, vice-presidente de produto do Instagram.

Leia a notícia completa no Business Insider (acesso livre, conteúdo em inglês)

Financial Times

UEFA vai partilhar controlo da Liga dos Campeões com clubes

As principais equipas de futebol da Europa estão preparadas para ganhar novos poderes para decidir o futuro comercial da Liga dos Campeões. A UEFA está em conversações avançadas com a Associação Europeia de Clubes, um grupo que representa mais de 200 equipas, sobre a criação de uma plataforma conjunta que controlará todos os direitos dos media e patrocínio da Liga dos Campeões. Atualmente, a UEFA gere em exclusivo estas verbas, distribuindo anualmente cerca de 3,25 mil milhões de euros em prémios monetários aos clubes participantes na liga milionária.

Leia a notícia completa no Financial Times (acesso pago, conteúdo em inglês)

Reuters

Reino Unido quer testar certificados Covid-19 para reabertura eventos desportivos

O Reino Unido quer testar certificados Covid-19 para reabrir o desporto aos fãs, diz ministro da Cultura, Oliver Dowden, salientando que é crucial para o futuro da indústria que as multidões regressem aos grandes eventos este verão. “Outra coisa que estamos a considerar é uma certificação Covid, e vamos testar se podemos usar a esta certificação para ajudar a facilitar o regresso do desporto”, diz Dowden.

Leia a notícia completa na Reuters (conteúdo em inglês, acesso livre)

El Economista

Noruega é o país do mundo que tem as garrafas de água mais caras

É em Oslo, na Noruega, que se encontra a garrafa de água engarrafada de meio litro mais cara do mundo, onde o preço médio ronda os 1,52 euros, o que corresponde a mais 194,90% que a média. Por outro lado, a cidade onde custa menos fica em Beirute, no Líbano, cerca de 0,03 euros. Depois da capital norueguesa, seguem-se três cidades norte-americanas, na Virginia Beach onde uma garrafa de água custa 1,31 euros, em Los Angeles (1,27) e Nova Orleães (1,22), seguida de Estocolmo (Suécia), 1,21 euros, segundo dados de um estudo realizado pelo motor de busca de férias Holidu.

Leia a notícia completa no El Economista (conteúdo em espanhol, acesso livre)

Bloomberg

Banqueiros do Goldman Sachs pedem para trabalhar apenas 80 horas por semana

100 horas de trabalho por semana. Saúde física e mental em declínio. Estes estão as maiores lamentações dos recém-contratados pelo Goldman Sachs, que pediram ao banco para limitar a carga de trabalho a um máximo de 80 horas. Perante estas queixas, o gigante de Wall Street fez algumas alterações, entre elas está a decisão de, de acordo com fontes próximas do banco, deixar cair alguns negócios de forma a reduzir a pressão sobre os seus colaboradores.

Leia a notícia completa no Bloomberg (acesso livre, conteúdo em inglês)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Nas notícias lá fora: Facebook, UEFA e as garrafas de água mais caras do mundo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião