Esta “fintech” permite pagamentos digitais em dinheiro ou bitcoin, mesmo se houver apagão na internet

A Crunchfish desenvolveu uma forma de fazer pagamentos digitais mesmo se tiver havido um apagão na internet. Sistema suporta divisas fiduciárias e até bitcoin.

Uma startup sueca desenvolveu um sistema que permite fazer pagamentos digitais mesmo se houver um apagão na internet.

A pandemia acelerou a adoção dos pagamentos digitais em todo o mundo. Mas a hipótese de um blackout total nas redes de comunicações é um risco evidente para o sistema financeiro. A Crunchfish acredita ter resolvido o problema.

No caso de a internet ficar temporariamente inoperacional por causa de uma catástrofe, o cenário mais provável seria o da utilização de moedas e notas para a generalidade das transações, como acontecia no passado. Mas, em alternativa, o sistema desenvolvido pela fintech sueca permitiria continuar a fazer compras e pagamentos através de uma aplicação para smartphone, usando qualquer divisa fiduciária ou até bitcoin.

De acordo com a Bloomberg (acesso condicionado), num período em que haja acesso à rede, os utilizadores podem transferir dinheiro para uma “conta especial” que permite continuar a fazer pagamentos nos casos em que a internet esteja offline. Mais tarde, caso o acesso à internet seja reposto, os pagamentos são registados na rede e os utilizadores, querendo, podem voltar a carregar as suas contas.

A agência sublinha que a startup está já a realizar um projeto-piloto em parceria com a Swish, o maior fornecedor de serviços de pagamentos na Suécia. A empresa está já avaliada em 112 milhões de dólares e é detida em 17% por Mohammed Al Amoudi, um multimilionário de origem etiópia.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Esta “fintech” permite pagamentos digitais em dinheiro ou bitcoin, mesmo se houver apagão na internet

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião