WTW sonda interessados para vender parte do negócio na UE

  • ECO Seguros
  • 4 Abril 2021

A companhia de corretagem estará a estudar soluções para alienar operações em quatro países europeus, por forma a obter aprovação de Bruxelas ao projeto de fusão com a Aon.

A Willis Towers Watson (WTW), corretora global que há cerca de um ano assinou projeto de fusão com a Aon Plc, terá iniciado abordagem de potenciais interessados na aquisição do pacote de negócios que a companhia detém em determinados países europeus, alguns dos quais sediam empresas que respondem por entidades registadas em Portugal para desenvolver atividade em regime de livre prestação de serviços (LPS).

A notícia avançada pelo site Insurance Insider e replicada na plataforma espanhola Inese.es indica que as operações para venda incluem o combinado de negócios que a Willis tem Espanha, Alemanha, França e Países Baixos.

A iniciativa da WTW, ainda não confirmada oficialmente, traduz os esforços necessários para assegurar a aprovação das autoridades europeias da Concorrência ao projeto de fusão que, segundo posição de Bruxelas (após análise aprofundada à operação de concentração), criará obstáculos a nível do acesso ao mercado de corretagem de seguros no mercado único europeu.

De acordo com informação acessível no site da Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões (ASF), a atividade da corretora global desenvolve-se em Portugal através de diversas entidades, entre as quais existem, pelo menos, duas LPS autorizadas que dependem juridicamente de sociedades matrizes com sede em Espanha e na Alemanha.

As operações da WTW nos quatro mercados referidos somam receitas de intermediação de aproximadamente 750 milhões de euros.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

WTW sonda interessados para vender parte do negócio na UE

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião