Wall Street escorrega, com nervosismo antes da época de resultados

Os principais índices norte-americanos escorregaram nesta sessão e nem os dados económicos positivos dos EUA fizeram reverter as quedas. Apesar das perdas, o S&P 500 fechou perto do recorde.

Wall Street fechou a sessão desta terça-feira com perdas ligeiras, ainda assim o S&P 500 terminou a sessão perto dos níveis recorde. Nesta sessão, os investidores estiveram a pesar os fortes dados económicos contra o nervosismo da época de resultados que se aproxima.

Dados divulgados esta terça-feira pelo Departamento do Trabalho dos EUA indicam que a oferta de novos empregos do outro lado do Atlântico aumentou 268 mil em fevereiro para um total de 7,4 milhões. Trata-se do nível mais alto desde janeiro de 2019 e de um aumento de 5,1% face aos níveis pré-pandemia.

Estes novos indicadores vêm reforçar a tendência positiva dos últimos dias relativamente a uma recuperação mais ágil do que inicialmente previsto. Os dados divulgados na sexta-feira relativamente ao mercado de trabalho revelaram um aumento de 916 mil postos de trabalho em março. Trata-se do maior aumento em sete meses e poderá abrir a porta ao início do maior crescimento económico em quase quatro décadas.

O mercado de trabalho está a ser impulsionado por uma aceleração no ritmo de vacinação contra a Covid-19, bem como pelo pacote de estímulos no valor de 1,9 biliões de dólares, que está a dar 1.400 dólares em cheques às famílias e empresas.

Ao mesmo tempo, o Fundo Monetário Internacional reviu as perspetivas de crescimento da economia americana em alta para 6% este ano. A previsão anterior apontava um crescimento de 5,5%. A verificar-se esta nova previsão é o crescimento mais significativo desde a década de 70, segundo a Reuters.

Contudo, nem os dados positivos sobre a recuperação económica foram suficientes para Wall Street escapar às perdas, já que os investidores estão também focados na época de resultados que se aproxima. O índice de referência S&P 500 cedeu 0,16%, para 4.071,36 pontos, ainda assim fechou perto do recorde. Já o industrial Dow Jones desvalorizou 0,32%, para 33.421.05 pontos, enquanto o tecnológico Nasdaq perdeu 0,14% para 13,686.83 pontos.

Entre as empresas que se destacaram nesta sessão, esteve a Snap Inc ao subir 5,12% para 56,88 dólares, depois de a Atlantic Equities ter elevado a classificação dos seus títulos de “neutro” para “overweight”. Nota positiva para a Norwegian Cruise Line Holdings Ltd. As ações da empresa de cruzeiros dispararam 4,61% para 31,08 dólares, após a empresa ter anunciado que vai operar para fora dos EUA, tendo previstas viagens às Caraíbas e às ilhas gregas em julho, num esforço para retomar as operações. Já a IlluminaInc, empresa ligada ao segmento de descodificação de informação genética, disparou quase 8% para 414,84 dólares, após ter registado resultados que superaram as expectativas dos analistas.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Wall Street escorrega, com nervosismo antes da época de resultados

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião