França quer proibir voos curtos dentro do país. Passam a ser feitos por comboio

Proposta inclui voos entre Paris e outras cidades, cujos percursos possam ser feitos de comboio em menos de duas horas e meia.

Os deputados franceses aprovaram um projeto de lei que proíbe todos os voos domésticos de curta distância, de forma a reduzir as emissões de dióxido de carbono. De acordo com a EuroNews (conteúdo em inglês), haverá exceções para voos de escala.

A proposta em questão diz respeito a todos os voos entre a capital francesa, Paris, e outras cidades como Nantes ou Lyon, e cujos percursos possam ser feitos de comboio em menos de duas horas e meia. Mas houve mesmo quem defendesse que a proibição devia incluir as distâncias que demorem até quatro horas a ser percorrida de comboio. De fora ficam, contudo, os voos de escala.

“Definimos [2h30 como o limite de tempo] porque quatro horas isolariam territórios que muitas vezes não têm litoral”, explicou o ministro dos Transportes de França, Jean-Baptiste Djebbari, citado pela EuroNews. O projeto de lei foi aprovado este sábado na Assembleia Nacional de França, após um debate, e segue agora para o Senado. Posteriormente vai a votação final do Parlamento francês.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

França quer proibir voos curtos dentro do país. Passam a ser feitos por comboio

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião