Programa de testagem em massa da CML alargado de 10 para 15 freguesias

Em causa está o plano de testagem em massa gratuito promovido pela Câmara Municipal de Lisboa, destinado aos moradores das freguesias com mais de 120 casos de Covid-19 por 100 mil habitantes.

A campanha de testagem em massa gratuita promovida pela Câmara Municipal de Lisboa (CML) vai passar a incluir as freguesias de Alcântara, Avenidas Novas, Belém, Campo de Ourique e Misericórdia. No total, a iniciativa passa a incluir 15 freguesias, ao invés das anteriores 10.

Em causa está um plano de testagem em massa destinado aos residentes, com idade igual ou superior a 16 anos, de freguesias consideradas de maior risco da Covid-19, isto, é, com uma incidência de mais de 120 casos de infeção por 100 mil habitantes. Esta iniciativa permite que cada munícipe realize gratuitamente dois testes rápidos de antigénio por mês, nas farmácias aderentes, independentemente de estes estabelecimentos estarem ou não localizados nos concelhos de risco.

Este programa arrancou a 31 de março, com 53 farmácias aderentes. Não obstante, conta já com 84 farmácias, sendo que o objetivo é chegar às 100. Ao ECO, Duarte Santos, membro da Direção da Associação Nacional das Farmácias (ANF) diz afirma que até quinta-feira já tinham sido realizados “mais de 1.700 testes” ao abrigo desta iniciativa. “Este número está a aumentar e acreditamos que rapidamente atingiremos os 500 por dia”, sublinha.

Até agora, o plano de testagem era dirigido aos residentes de 10 freguesias: Ajuda, Alvalade, Arroios, Estrela, Marvila, Olivais, São Vicente, Santa Clara, Santa Maria Maior e Santo António. Mas esta segunda-feira, o presidente da autarquia lisboeta anunciou, no Twitter, que iria abranger mais cinco freguesias: Alcântara, Avenidas Novas, Belém, Campo de Ourique e Misericórdia. Fernando Medina já tinha assinalado que o quadro das freguesias abrangidas seria atualizado quinzenalmente, com base na evolução do número de infetados com o novo coronavírus.

Para aderir a esta iniciativa basta agendar diretamente ou por telefone numa das farmácias abrangidas pelo programa. Depois de o teste ser realizado, caberá às respetivas farmácias comunicarem o resultado através da plataforma SINAVE. Importa ainda sublinhar que nos casos positivos, o utente será contactado por profissionais do Sistema Nacional de Saúde.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Programa de testagem em massa da CML alargado de 10 para 15 freguesias

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião