EDP Renováveis trava bolsa. Lisboa contraria Europa

Enquanto a Europa ganha com bons indicadores económicos, a bolsa nacional perde valor. A EDP Renováveis condiciona o índice com uma queda de mais de 1%.

Depois da queda na primeira sessão da semana, as bolsas europeias estão de regresso aos ganhos. Lisboa contraria a tendência das restantes praças do Velho Continente, penalizada pela desvalorização dos títulos da EDP Renováveis.

Na Europa, o Stoxx 600 soma 0,1%, sendo que a tendência da generalidade dos índices da região é de ganhos, com os investidores animados pelos bons indicadores económicos. O aumento de 30% das exportações chinesas está a puxar pelo sentimento.

Em Lisboa, o PSI-20 segue a perder ligeiros 0,07% para 5.000,31 pontos, depois de já ter caído 0,21% na sessão anterior. Das 18 cotadas, seis estão a negociar em “terreno” positivo, três inalteradas e as restantes em queda.

A EDP Renováveis destaca-se nas quedas, cedendo 1%. A descida dos títulos da empresa de energias “verdes”, depois da assembleia geral que validou o novo presidente e o CEO, está a ser suficiente para o comportamento negativo da bolsa, numa sessão em que a maior queda cabe à Ibersol: perde mais de 6%.

A EDP, por seu lado, sobe 0,31%, mas a Galp Energia recua apesar da valorização de cerca de 0,5% do petróleo nos mercados internacionais. Também o BCP perde valor, ainda que ligeiramente, colocando pressão no PSI-20.

A manter o índice perto da linha de água, além da EDP, estão as empresas do setor do papel, caso da Altri e da Navigator, com subidas de 0,5% e 0,2%, respetivamente.

A Semapa segue a inalterada, a cotar nos 12,20 euros, isto depois de o conselho de administração ter reiterado que a oferta pública de aquisição (OPA) lançada em fevereiro pela Sodim é “oportuna” e que a contrapartida de 12,17 euros continua a ser “adequada”, isto após revisão em alta face aos 11,40 euros iniciais.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

EDP Renováveis trava bolsa. Lisboa contraria Europa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião