Sodim subiu preço da OPA e board da Semapa recomenda aos investidores que aceitem operação

Família Queiroz Pereira subiu contrapartida dos 11,40 euros para 12,17 euros. O conselho de administração, que já havia dado o seu "aval" à OPA, continua a dizer que preço é adequado.

O conselho de administração da Semapa reitera que a oferta pública de aquisição (OPA) lançada em fevereiro pela Sodim é “oportuna” e que a contrapartida de 12,17 euros continua a ser “adequada”, isto após revisão em alta face aos 11,40 euros iniciais.

A operação tem caráter geral e voluntário. A família Queiroz Pereira, que já controla mais de 73% da cotada, reviu o preço em alta para 12,17 euros por cada ação da Semapa que ainda não detém e definiu como cláusula de sucesso a aquisição de 90% dos direitos de voto da cotada nacional.

O board da Semapa, que já havia avalizado a anterior oferta da Sodim, dá três argumentos para sustentar a opinião de que “a contrapartida da oferta merece ser tida em consideração e é suscetível de ser aceite pelos acionistas”, de acordo com o relatório publicado na CMVM:

  • a oferta representa um prémio de 46,1% em ao preço médio ponderado das ações da Semapa no mercado regulamentado Euronext Lisbon no período que mediou entre a declaração da pandemia (11 de março de 2020) e a data do Anúncio Preliminar (18 de fevereiro de 2021), o qual é de 8,33 euros;
  • mesmo tomando como referência os price targets dos analistas, a presente oferta apresenta uma diferença positiva de 15,3 pontos percentuais no diferencial correspondente à média dos price targets que se verificava à data da publicação do anúncio preliminar no dia 18 de fevereiro de 2021.;
  • considerando as ofertas públicas comparáveis lançadas em Portugal nos últimos 10 anos, e tendo em conta o aumento do montante da contrapartida da oferta, constata-se que o prémio de 28,1% implícito na oferta face ao preço de fecho da ação anterior ao anúncio preliminar é superior em cerca de 18,2 p.p. à média ajustada dos prémios pagos em transações comparáveis realizadas em Portugal desde 2011, cujo valor ronda 9,9%.

Face a esta exposição, o conselho de administração “reitera ser seu entendimento que a oferta é oportuna e as suas condições são adequadas” e diz que “a contrapartida da oferta merece ser tida em consideração e é suscetível de ser aceite pelos acionistas”.

Caso a Sodim consiga deter pelo menos 90% dos direitos de voto da Semapa e, simultaneamente, adquirir pelo menos 90% das ações objeto da oferta, tem a intenção de acionar o mecanismo de aquisição potestativa para ficar com as ações da totalidade dos acionistas, uma prática conhecida por squeeze-out.

No caso de não adquirir pelo menos 90% das ações que são objeto da OPA, mas se conseguir ficar com percentagem equivalente dos direitos de voto, irá promover a retirada da Semapa da bolsa.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Sodim subiu preço da OPA e board da Semapa recomenda aos investidores que aceitem operação

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião