Administração da Semapa diz que OPA da Sodim é “oportuna” e o preço “adequado”

O Conselho de Administração da Semapa considera que a OPA lançada pela família Queiroz Pereira é "oportuna" e que as condições são "adequadas".

O Conselho de Administração da Semapa considera que a Oferta Pública de Aquisição (OPA) lançada pela Sodim é “oportuna” e que “as suas condições são adequadas”. O relatório foi publicado esta sexta-feira na CMVM.

A operação tem caráter geral e voluntário. A família Queiroz Pereira, que já controla mais de 73% da cotada, propõe pagar 11,40 euros por cada ação da Semapa que ainda não detém e definiu como cláusula de sucesso a aquisição de 90% dos direitos de voto da cotada nacional.

Segundo a administração da Semapa, a contrapartida oferecida representa “um prémio de 20% em relação à última cotação de fecho das ações” a 18 de fevereiro, na véspera do anúncio preliminar da OPA. É ainda um prémio de 37,2% “em relação ao preço médio ponderado das ações” nos “seis meses imediatamente anteriores”,

Entretanto, os títulos da Semapa já ajustaram o seu valor ao preço da OPA, cotando a 11,90 euros. Como noticiou o ECO, o negócio avalia a empresa em quase 930 milhões de euros.

“Tendo por base a análise constante do presente relatório é entendimento do Conselho de Administração que […] a oferta é oportuna e as suas condições são adequadas e, atendendo à informação existente sobre a sociedade e ao comportamento histórico da ação da Semapa no mercado, a contrapartida da oferta merece ser tida em consideração e é suscetível de ser aceite pelos acionistas”, lê-se na conclusão do relatório conhecido esta sexta-feira.

Além disso, “o Conselho de Administração recomenda ainda que cada acionista tome a sua decisão individual quanto à aceitação ou não aceitação da oferta em função da análise dos seus próprios objetivos de retorno, liquidez e horizonte temporal de investimento”, acrescenta.

A Semapa controla a papeleira Navigator e a cimenteira Secil, tendo obtido lucros de 124 milhões de euros em 2019. João Castello Branco é presidente executivo e José Antônio Fay é chairman.

Caso a Sodim consiga deter pelo menos 90% dos direitos de voto da Semapa e, simultaneamente, adquirir pelo menos 90% das ações objeto da oferta, tem a intenção de acionar o mecanismo de aquisição potestativa para ficar com as ações da totalidade dos acionistas, uma prática conhecida por squeeze-out.

No caso de não adquirir pelo menos 90% das ações que são objeto da OPA, mas se conseguir ficar com percentagem equivalente dos direitos de voto, irá promover a retirada da Semapa da bolsa.

(Notícia atualizada pela última vez às 20h01)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Administração da Semapa diz que OPA da Sodim é “oportuna” e o preço “adequado”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião