Sete países europeus travam apoios às exportações com base em combustíveis fósseis

  • Capital Verde
  • 14 Abril 2021

Alemanha, França, Reino Unido, Espanha, Holanda, Dinamarca e Suécia vão comprometer-se esta quarta-feira em eliminar as garantias públicas à exportação em projetos com combustíveis fósseis.

O ministro das Finanças francês, Bruno Le Maire, anunciou que sete países europeus, incluindo a Alemanha, a França e o Reino Unido vão comprometer-se formalmente esta quarta-feira a suspender todas as garantias públicas à exportação no caso de projetos que envolvam projetos relacionados com combustíveis fósseis. Espanha, Holanda, Dinamarca e Suécia são os outros quatro países a apoiar a iniciativa, avançou a Reuters. Para já, Portugal não faz ainda parte da lista final do sete países que tomaram esta decisão.

Por norma, as infraestruturas de carvão, petróleo e gás constituem tradicionalmente uma grande parte das carteiras das agências públicas de financiamento à exportação de muitos países, que por seu lado apoiam as exportações através de garantias de financiamento apoiadas pelo Estado e seguro contra eventuais perdas no estrangeiro.

Os Governos de Londres, Paris e Estocolmo já traçaram planos para suspender as garantias de exportação para o setor de combustíveis fósseis, enquanto os outros países do grupo ainda não decidiram com que rapidez irão eliminar seu apoio.

“Estamos totalmente determinados a interromper todas as garantias de exportação que financiam combustíveis fósseis, levando em consideração as especificidades industriais de cada país e o impacto sobre os empregos”, disse Le Maire, acrescentando que espera que o governo do presidente dos EUA, Joe Biden, se junte ao grupo dos seis países europeus. Juntos, estes 6 respondem por 40% do financiamento à exportação entre os países da OCDE.

Le Maire também disse que os sete países se comprometem a apoiar projetos favoráveis ​​ao clima e à transparência nas suas políticas de financiamento de exportação.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Sete países europeus travam apoios às exportações com base em combustíveis fósseis

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião