Investidores exigem lucros quatro vezes mais elevados para apostarem no carvão, em comparação com as energias limpas

  • ECO
  • 19 Abril 2021

Segundo o The Guardian, o custo do investimento em fontes de energia renováveis, como é o caso de parques eólicos e de painéis solares, tem vindo a decair na última década.

Os custos de financiamento da indústria do carvão aumentaram durante os últimos dez anos. Como avança esta segunda-feira o The Guardian (acesso livre, conteúdo em inglês), tal tem vindo a acontecer à medida que os investidores passaram a exigir, no caso desta fonte de energia, rendimentos quatro vezes mais elevados em comparação com as energias renováveis, de forma a compensar o risco de investimento em energias fósseis.

Numa altura em que o planeta se encontra a transitar para um maior recurso a fontes de energia menos poluentes, um estudo desenvolvido pela Universidade de Oxford veio mostrar, por sua vez, que o custo do financiamento em fontes de energia renováveis, como é o caso de parques eólicos e de painéis solares, tem vindo a decair na última década, à medida que as tecnologias responsáveis pela produção das chamadas “energias limpas” se têm provado investimentos lucrativos e rentáveis.

O custo de financiamento de explorações solares diminuiu, assim, 20%, enquanto o custo de financiamento de parques eólicos onshore e offshore baixou, respetivamente, 15% e 33%, comparando o período compreendido entre 2015 e 2020 com o referente a 2010 e 2014. Já os spreads dos empréstimos para centrais elétricas e minas de carvão aumentaram acentuadamente, 38% e 54%, respetivamente.

O estudo mostrou ainda que os investidores passaram a exigir, regra geral, que os projetos produtores de energia solar e eólica tenham retornos na ordem dos 10% a 11%, derivado do seu baixo risco de investimento. Porém, no caso da produção de energia a partir do carvão, os lucros exigidos pelos empresários sobem para os 40%, de forma a justificar o risco associado a um projeto altamente poluente que pode ser colocado em risco caso os Governos adotem medidas mais restritivas de proteção ambiental.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Investidores exigem lucros quatro vezes mais elevados para apostarem no carvão, em comparação com as energias limpas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião