Recuperação de 1,4% da Galp sustenta a bolsa de Lisboa

O balanço do dia na bolsa de Lisboa é positivo, tal como nas principais praças europeias, que beneficiam da época de resultados e do desbloqueio da bazuca europeia pelo Tribunal Constitucional alemão.

A Galp Energia recuperou esta quarta-feira após quatro dias em baixa, e sustentou a bolsa de Lisboa. Com a ajuda da petrolífera e das empresas do setor, o PSI-20 ganhou 0,11% para 4.953,18 pontos, em linha com as principais praças europeias. Em sentido contrário, a família EDP e o BCP travaram o índice.

A Galp Energia subiu 1,4% para 9,434 euros por ação. No setor do papel e pasta de papel, a Altri valorizou 1,66% para 6,435 euros, a Navigator avançou 0,5% para 2,80 euros e a Semapa fechou inalterada nos 12,08 euros.

A ajudar o PSI-20 estiveram ainda a Mota-Engil, que somou 1,2% para 1,424 euros, a Nos que avançou 0,93% para 3,024 euros e os CTT que subiram 0,84% para 3,59 euros. No retalho, a tendência foi mista: a Jerónimo Martins valorizou 0,91% para 14,40 euros, mas a Sonae perdeu 0,19% para 0,7885 euros.

Apesar de apenas seis das 18 cotadas do PSI-20 ter fechado no vermelho, foram alguns dos pesos-pesados. O BCP mantém a tendência negativa, perdendo 1,14% para 0,1127 euros por ação, enquanto a EDP caiu 1,04% para 4,929 euros e a EDP Renováveis cedeu 0,82% para 19,41 euros.

Ainda assim, o balanço do dia na bolsa de Lisboa é positivo, tal como nas principais praças europeias, que beneficiam da época de resultados e do desbloqueio da bazuca europeia pelo Tribunal Constitucional alemão. O Stoxx 600 ganhou 0,72%, o alemão DAX avançou 0,44%, o francês CAC 40 subiu 0,82% e o britânico FTSE 100 valorizou 0,66%. A exceção foi o índice espanhol IBEX 35, que recuou 0,89%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Recuperação de 1,4% da Galp sustenta a bolsa de Lisboa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião