EDP Renováveis dispara 7% com plano de Biden para cortar 50% das emissões até 2030

Presidente dos EUA anunciou redução das emissões em 50% até final desta década. Compromisso americano em relação à transição verde deixou setor das renováveis em alta. A EDP Renováveis acelerou 7%.

A EDP Renováveis disparou mais de 7% esta quinta-feira, registando a melhor sessão dos últimos seis meses, à boleia do anúncio de Joe Biden, que revelou que os EUA pretendem cortar as emissões em 50% até 2030.

Todo o setor europeu das renováveis aplaudiu a medida. Por cá, a EDP Renováveis somou 7,06% para 20,78 euros e as pares Siemens Gamesa e Scatec também subiram mais de 6%. A fabricante de turbinas dinamarquesa Vestas ganhou 10%.

“Poderá não significar muito para as previsões de 2021 da Vestas, mas o apoio político para a transição verde está na fundação do crescimento da Vestas nos próximos anos, declarou Jacob Pederson, analista do Sydbank, citado pela Reuters.

Esta quinta-feira, na abertura da Cimeira de Líderes pelo Clima 2021, o Presidente do EUA apresentou o compromisso da sua Administração: cortar as emissões poluentes para metade (entre 50 e 52%) já até ao final desta década.

A EDP foi à boleia do seu braço renovável e avançou 4,20% para 4,938 euros.

EDP Renováveis aceleram

No total, foram 11 as cotadas nacionais que fecharam o dia acima da linha de água, com os pesos pesados BCP e Jerónimo Martins a somarem 0,62% e 0,31%, respetivamente.

Do lado das perdas, a Galp caiu 0,30% para 9,40 euros, sendo que o pior desempenho pertenceu à Novabase, cujos títulos caíram mais de 2%.

Com estas contas, o PSI-20, o principal índice português, encerrou com uma valorização de 1,16% para 5.010,65 pontos. Lisboa acompanhou os ganhos sólidos das principais praças europeias. O Ibex-35 somou mais de 1,5%, sendo que o parisiense Cac-40 e o alemão Dax-30 tiveram ganhos em torno de 1%. O índice de referência europeu Stoxx 600 valorizou 0,70% para 439,69 pontos.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

EDP Renováveis dispara 7% com plano de Biden para cortar 50% das emissões até 2030

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião