EMA recomenda dar segunda vacina da AstraZeneca 4 a 12 semanas, após a primeira dose

"O Comité recomendou a continuação da administração de uma segunda dose da vacina da Vaxzevria [AstraZeneca] entre 4 e 12 semanas após a administração da primeira", afirma a EMA, em comunicado.

A Agência Europeia do Medicamento (EMA) reitera que os benefícios da administração da vacina da AstraZeneca contra a Covid-19 superam os riscos em todas as idades. Além disso, o regulador continua a recomendar a toma da segunda vacina da farmacêutica anglo-sueca quatro a 12 semanas, após a primeira dose.

Os benefícios da vacina da AstraZeneca superam os riscos em adultos de todas as idades”, assinalou o diretor executivo-adjunto da EMA, Noel Wathion, em conferência de imprensa, sublinhando que se trata de uma análise provisória. “Em breve iremos publicar um relatório explicando o parecer total”, referiu, explicando que neste documento constarão “alguns exemplos” apresentados esta sexta-feira.

Nesse sentido, em comunicado, o regulador europeu reitera que a vacina da AstraZeneca é “eficaz na prevenção das hospitalizações, admissões em unidades de cuidados intensivos e mortes por Covid-19“. “Os efeitos colaterais mais comuns são geralmente leves ou moderados e melhoram após alguns dias”, aponta o regulador acrescentando que as reações adversas mais graves dizem respeito “à formação de coágulos sanguíneos raros associados ao baixo teor de plaquetas” e ocorrem em “1 em cada 100.000 pessoas vacinadas”.

Para chegar a estas conclusões, a EMA teve em consideração as diferentes faixas etárias e a exposição ao vírus, tendo concluído que “os benefícios da vacinação aumentam com o aumento da idade e das taxas de infeção”. Contudo, considera que os dados disponíveis na União Europeia (UE) são ainda “insuficientes” para encontrar uma realação causal destas reações com o sexo.

Além disso, o regulador recomenda, assim, que as pessoas que já tomaram a primeira dose da vacina da AstraZeneca sejam imunizadas com a segunda dose da mesma marca. “O Comité recomendou a continuação da administração de uma segunda dose da vacina da Vaxzevria [AstraZeneca] entre 4 e 12 semanas após a administração da primeira”, assinala o EMA em comunicado.

Esta questão já tinha sido levantada por alguns Estados-membros que ainda não decidiram que regra aplicar para as pessoas com menos de 60 anos que já tomaram uma dose da vacina anglo-sueca, dado que vários países deixaram de administrar esta vacina a esta faixa etária. Portugal, por exemplo, ainda está a avaliar os dados para decidir que posição tomar, no entanto, a DGS já admitiu que as pessoas com menos de 60 anos que receberam a primeira dose da vacina AstraZeneca poderão receber a segunda dose de qualquer outra marca.

Há cerca de duas semanas, a EMA ) tinha concluído que há uma possível relação entre a formação de coágulos sanguíneos e a administração da vacina da AstraZeneca, pelo que disse que estes efeitos colaterais devem ser incluídos na lista de efeitos adversos.

(Notícia atualizada)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

EMA recomenda dar segunda vacina da AstraZeneca 4 a 12 semanas, após a primeira dose

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião