Jerónimo Martins multada em 13,2 milhões na Polónia por enganar consumidores “patrióticos”

Em causa está a sinalização de vegetais e frutas como sendo cultivados na Polónia quando terão sido importados. Jerónimo Martins vai recorrer da decisão.

O órgão de defesa do consumidor polaco multou o grupo Jerónimo Martins em mais de 60 milhões de zlotys (13,2 milhões de euros) pela rotulagem de frutas e vegetais como cultivados na Polónia quando terão sido importados. O grupo que detém a cadeia de supermercados Biedronka vai recorrer da decisão, dizendo ter “sérias reservas” quanto às provas recolhidas pelo regulador.

O regulador UOKiK disse que os consumidores que fizeram escolhas “patrióticas” foram enganados, numa altura em que o Governo encorajava os polacos a comprar produtos nacionais para apoiar a economia durante a pandemia, segundo adianta a Reuters.

A investigação concluiu, no final de 2019, bem como em 2020 e em fevereiro de 2021, que as informações sobre o país de origem das frutas e legumes sinalizados nas lojas eram diferentes daqueles daquelas nas embalagens ou documentos de entrega. Foram encontrados produtos com as etiquetas incorretas em 27,8% das lojas.

“Nas lojas Biedronka, os consumidores que queriam comprar batatas, tomates ou maçãs polacas eram frequentemente enganados”, disse o presidente do UOKiK, Tomasz Chrostny, em comunicado. “Essas violações foram sistémicas e duradouras”, acrescentou.

O braço polaco do grupo Jerónimo Martins já adiantou, em comunicado, que vai recorrer da decisão, apontando que “as provas neste caso não foram recolhidas de maneira objetiva e a sua qualidade e integridade levantam sérias reservas”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Jerónimo Martins multada em 13,2 milhões na Polónia por enganar consumidores “patrióticos”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião