Amazon mais do que triplica lucros com a pandemia

  • Lusa
  • 30 Abril 2021

Amazon é uma das empresas que mais lucraram no ano da pandemia do novo coronavirus, graças ao acentuado crescimento do comércio eletrónico.

O conglomerado do comércio eletrónico Amazon anunciou um lucro no primeiro trimestre de 8,1 mil milhões de dólares (6,7 mil milhões de euros), mais do triplo apresentado há um ano, graças à expansão das compras ‘online’ durante a pandemia.

O grupo dirigido por Jeff Bezos, o homem mais rico do mundo, segundo a revista Forbes, faturou 108,5 mil milhões de dólares no primeiro trimestre deste ano, que comparam com os 75,5 mil milhões homólogos.

Estes valores superaram as expectativas dos analistas e o título valorizava 3% nas trocas eletrónicas, realizadas depois do fecho da bolsa de Nova Iorque.

A Amazon é uma das empresas que mais lucraram no ano da pandemia do novo coronavirus, graças ao acentuado crescimento do comércio eletrónico, resultante das restrições à mobilidade e ao encerramento ou redução da capacidade e de horários dos estabelecimentos físicos.

Mercearias e produtos de limpeza foram alguns dos produtos que as pessoas passaram a obter através da plataforma de comércio eletrónico, cuja oferta aliás apresenta um crescimento regular.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Amazon mais do que triplica lucros com a pandemia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião