Gestão do Novo Banco recebeu 2,6 milhões em 2020. Ramalho ganhou 400 mil

Além dos salários, o Novo Banco pagou 320 mil euros em "sign-in bonus" a Baltar Garcia que se juntou à gestão do banco.

O Novo Banco, que fechou 2020 com prejuízos de 1.329 milhões de euros, pagou 2,6 milhões de euros em salários aos seus administradores, valor superior ao despendido um ano antes. Aumento dos encargos com o conselho de administração é explicado pela entrada de um novo membro na gestão antes da saída de outros três.

De acordo com o relatório e contas publicado na CMVM, o banco pagou 2,6 milhões, um aumento de 12% face aos 2,3 milhões suportados em 2019. Considerando a componente variável, que foi diferida, o total registado pelo Novo Banco como gastos com a gestão passa para 2,63 milhões, o que comprara com os 2,34 milhões registados no ano anterior.

Enquanto António Ramalho, o CEO do Novo Banco, recebeu os mesmo 400 mil euros do ano anterior, sendo que 32.543 euros são diferidos, Mark Bourke auferiu 350 mil, acima dos 291 mil que recebeu em 2019, ano em que chegou à gestão do banco.

A explicar o aumento dos custos da com a gestão está também o facto de Baltar Garcia ter entrado na administração naquele que foi o último ano de três outros gestores do banco: Jorge Cardoso, Vítor Fernandes e José Eduardo Bettencourt. Baltar recebeu 29 mil euros ainda em 2020, “engrossando” o cheque à gestão.

Além destes quase 30 mil euros, Baltar Garcia teve ainda direito a um “bónus”. Em 2020, o Novo Banco pagou, a título de prémio de contratação, um sign-in bonus de 320 mil euros ao gestor, tal como já tinha feito no ano anterior aquando da entrada em funções de Mark Bourke como novo administrador executivo.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Gestão do Novo Banco recebeu 2,6 milhões em 2020. Ramalho ganhou 400 mil

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião