BCE não está preocupado com subida da inflação na Zona Euro

  • Lusa
  • 14 Maio 2021

O conselho do BCE concordou, de um modo geral, na última reunião de política monetária sobre "a importância de ignorar o aumento da inflação a curto prazo, que espera que seja temporário".

O Banco Central Europeu (BCE) não estava preocupado em abril com o aumento da inflação na Zona Euro, que espera ser algo “temporário”, segundo as atas da reunião de política monetária de 22 de abril, publicadas esta sexta-feira. O conselho do BCE concordou, de um modo geral, naquela reunião sobre “a importância de ignorar o aumento da inflação a curto prazo, que espera que seja temporário, bem como o aumento da volatilidade nos próximos 12 meses”, diz o texto que resume as deliberações.

Alguns membros disseram que houve uma revisão em alta das perspetivas de inflação para 2021 e 2022 desde que o BCE fez as suas últimas projeções macroeconómicas em março. Além do impacto dos preços da energia, alguns membros do conselho do BCE observaram pressões inflacionistas a curto prazo devido a problemas nas cadeias de abastecimento de alguns produtos e matérias-primas, numa altura em que a procura está a recuperar.

Mas, o conselho do BCE tem em consideração a inflação subjacente, que exclui energia e alimentos porque são mais voláteis, e defende que as pressões sobre os preços continuam a ser moderadas. Ainda há “um grau significativo de inatividade no mercado de trabalho e nenhuma prova de que os salários estejam a subir”, adiantam as atas.

Nas projeções de março, as estimativas dos economistas do BCE apontam para uma taxa de inflação de 1,4% em 2023. Um membro do conselho do BCE afirmou que existem riscos de um aumento da inflação. O conselho do BCE aprovou por “amplo acordo” manter a política monetária e reafirmar uma postura muito expansionista.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

BCE não está preocupado com subida da inflação na Zona Euro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião