Outros não cumprirem regras da Covid “não é um álibi”. É um “mal maior”, diz Temido

A ministra da Saúde aponta que será importante controlar os efeitos na saúde pública da realização da Liga dos Campeões no Porto, nomeadamente com testagem.

No rescaldo da final da Liga dos Campeões, que juntou várias pessoas no Porto, a ministra da Saúde defende que “há um conjunto de regras que temos de continuar a seguir”, sendo que a “circunstância de outros não as cumprirem não é um álibi para o que gostaríamos de usar”. Marta Temido aponta que será “importante retirar consequências em termos de saúde pública”.

“Os portugueses já compreenderam que há conjunto de regras que temos de continuar a seguir e a circunstância de outros não as cumprirem não é um álibi para o que gostaríamos de usar, é um mal maior para o sítio onde queremos chegar”, salientou a ministra da Saúde, em declarações transmitidas pela RTP3.

Questionada sobre a Liga dos Campeões, que motivou várias críticas, Temido admitiu que todos temos que aprender com o que corre menos bem”. Se por um lado houve momentos do evento que “correram dentro do que estava previsto”, por força também da “abertura da circulação, vieram juntar-se ao movimento previsto de deslocação” mais pessoas, notou.

Agora, é “importante retirarmos consequências em termos de saúde pública, fazendo testagem sobre as populações mais expostas, controlando a posteriori os efeitos potenciais de eventuais contágios”, sublinha a ministra, o que está também “em linha com o que temos de fazer” no resto do país, numa altura de “maior circulação do vírus”.

Quanto aos próximos passos das medidas para o país, Temido diz que é necessário “apreciar cuidadosamente as regras pelas quais nos vamos continuar a reger nos próximos tempos”. Neste sentido, na próxima reunião do Conselho de Ministros, o Executivo voltará a rever o quadro em que nos posicionamos, como já tem acontecido, adianta.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Outros não cumprirem regras da Covid “não é um álibi”. É um “mal maior”, diz Temido

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião