Reditus passa de lucros a prejuízos de 1,06 milhões em 2020

  • Lusa
  • 4 Junho 2021

Prejuízos devem-se a “um ajustamento extraordinário de anos anteriores, nomeadamente de imparidades constituídas de 3,3 milhões de euros e da carga tributária”.

A Reditus registou prejuízos de 1,06 milhões de euros em 2020, valor que compara com lucros de 49 mil euros no ano anterior, segundo os resultados do grupo divulgados no seu site.

“O resultado líquido registado no exercício situou-se em 1,06 milhões de euros negativos face aos 49 mil euros positivos registados um ano antes”, pode ler-se numa nota com data de 3 de junho publicada no site da Reditus sobre os resultados de 2020.

Segundo o grupo, este deve-se a “um ajustamento extraordinário de anos anteriores, nomeadamente de imparidades constituídas de 3,3 milhões de euros e da carga tributária”, e sem este efeito, “os resultados líquidos situar-se-iam acima de 2,2 milhões de euros positivos”.

O EBITDA (resultado antes de impostos, juros, depreciações e amortizações) atingiu 6 milhões de euros, correspondente a uma margem de 25,8%, valor que compara com 4 milhões no período homólogo e uma margem EBITDA de 16,3%.

Já os proveitos operacionais caíram 3,6% em 2020 face a 2019, para 23,5 milhões de euros.

“Para este resultado contribuiu o crescimento de 13,8% dos negócios realizados em território português e uma diminuição dos projetos internacionais, fruto do generalizado impacto económico da pandemia nos mercados”, lê-se na nota.

Em 24 de maio, a Reditus comunicou ao mercado que tinha falhado a data agendada para a apresentação de resultados de 2020, justificando com as restrições impostas pela pandemia, nomeadamente devido ao regime de teletrabalho, estimando a publicação das contas até 03 de junho.

“A Reditus – Sociedade Gestora de Participações Sociais, SA, vem por este meio comunicar que, por motivos relacionados com a situação de saúde pública mundial Covid-19 e que também nos tem afetado diretamente, ainda não foi possível aprovar e publicitar os resultados, individuais e consolidados, relativos ao exercício de 2020”, lê-se no comunicado remetido na altura à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Reditus passa de lucros a prejuízos de 1,06 milhões em 2020

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião