Vídeo polémico de recrutamento em Madrid leva TAP a abrir inquérito disciplinar

No vídeo podem ver-se duas pessoas da direção de recursos humanos da empresa, que descrevem ter estado a fazer entrevistas nesse dia para contratar um responsável para a área de carga em Espanha.

Dois responsáveis dos recursos humanos da TAP fizeram um vídeo em que dizem estar em Madrid para fazer contratações para a companhia aérea. Não se percebe ao certo quantas pessoas serão ou se se trata de uma brincadeira, mas o vídeo está a gerar polémica nas redes sociais por a empresa se estar a preparar para fazer um despedimento coletivo. A TAP avançou ao ECO que vai abrir um inquérito disciplinar.

“Tendo tomado conhecimento de uma publicação nas redes sociais na qual intervêm, a título pessoal, dois trabalhadores da companhia, com responsabilidades na área dos recursos humanos e dado o momento que a TAP vive, em que a todos nós são pedidos sacrifícios, decidiu o conselho de administração abrir, de imediato, um processo de inquérito seguido dos procedimentos disciplinares aplicáveis a esta situação“, explicou fonte oficial da TAP, ao ECO.

Os trabalhadores são Pedro Ramos, diretor de recursos humanos da TAP, e João Falcato, diretor de recursos humanos da Manutenção & Engenharia da TAP. No vídeo em questão descrevem ter estado a fazer entrevistas nesse mesmo dia. “Já fizemos seleção de pessoas esta tarde“, refere Ramos, explicando que estão à procura de — pelo menos — um responsável para a área de carga em Espanha.

Já Falcato vai relatando como estão a aproveitar a pandemia para fazer esta contratação. “É uma cultura diferente, são muito mais abertos e estão à procura de oportunidade”, diz sobre os espanhóis. “Depois acham que isto já acabou, o que é muito importante porque continuamos a encontrar gente de excelente qualidade que está disponível no mercado fruto da pandemia e esperamos trazer para a TAP gente que não estaria disponível neste momento e que vamos conseguir contratar”.

O vídeo gerou mal-estar dentro da TAP, tendo rapidamente começado a circular entre os trabalhadores, que estão a lidar com uma reestruturação que já levou à saída de 1.600 efetivos (estando a ser preparado um despedimento coletivo). E chegou às redes sociais, onde várias pessoas têm partilhado a indignação, entre as quais Isabel Pires, deputada do Bloco de Esquerda (BE).

“Anda a circular um vídeo onde se pode ver Pedro Ramos, diretor de recursos humanos da TAP, em Madrid, com João Falcato, direito de recursos humanos da Manutenção & Engenharia da TAP. É recente, pois falam das restrições provocadas pela pandemia. Admitem estar a recrutar pessoas para a TAP, nomeadamente para chefe de carga“, explica a bloquista no Facebook.

A deputada do BE diz que há várias questões que se colocam, além da “vergonha absoluta que é todo o vídeo”. Questiona a eventual falta de noção da realidade vivida por milhares de trabalhadores da TAP para se fazer aquele vídeo, mas também se a TAP está, ou não, a recrutar. “Questionaremos hoje [terça-feira] mesmo o governo sobre esta situação, porque não se pode aceitar um despedimento coletivo e depois anunciar recrutamentos com esta desfaçatez“, garante.

Os dois responsáveis têm estado entre os membros da TAP com os quais os trabalhadores que são selecionados para deixar a empresa têm reunido para discutir opções. Estas estão atualmente praticamente limitadas à rescisão por mútuo acordo ou à perspetiva de um despedimento coletivo.

Essa é a principal razão para a onda de contestação no Twitter, onde o vídeo já chegou. “Este país não se inventa, mas paga-se e é caro“, escreve Miguel Baumgartner, por exemplo. “Bem… arquive-se no baú dos tesourinhos deprimentes”, responde Rui do Corvo. “Com tontos destes não admira que a TAP perca 4 milhões por dia”, acrescenta João Bettencourt.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Vídeo polémico de recrutamento em Madrid leva TAP a abrir inquérito disciplinar

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião