Fed mantém política monetária, mas sinaliza subida de juros em 2023

A Reserva Federal norte-americana antecipou as expectativas da subida de juros para daqui a dois anos.

A Reserva Federal norte-americana decidiu antecipar a subida de juros para 2023, sendo que antes a projeção era de que esta mexida apenas iria acontecer em 2024. Após a reunião do Comité do Mercado Aberto, é também sinalizado que o banco central irá manter uma postura acomodatícia da política monetária até que as metas da inflação sejam alcançadas.

As projeções para os aumentos nas taxas de juros prendem-se com uma melhoria na situação sanitária no país, deixando de fazer referência ao peso da crise sobre a economia. “O progresso na vacinação reduziu a propagação de Covid-19 nos Estados Unidos. Com esse progresso e forte apoio, os indicadores de atividade económica e de emprego fortaleceram-se”, sinaliza a Fed, em comunicado.

“Os setores mais afetados pela pandemia continuam fracos, mas mostraram melhorias”, admite a instituição liderada por Jerome Powell. Já a inflação aumentou, “refletindo em grande parte fatores transitórios”. “As condições financeiras gerais permanecem acomodatícias, em parte refletindo medidas de política para apoiar a economia e o fluxo de crédito para famílias e empresas dos EUA”, acrescentam.

Tendo em conta este panorama, o banco central “está empenhado em usar todas as ferramentas disponíveis para apoiar a economia dos EUA, neste momento desafiador, promovendo assim as metas de emprego e estabilidade de preços”. O Comité tem como objetivo atingir o emprego máximo e inflação à taxa de 2% a longo prazo.

Mantém-se a promessa de aguardar “progresso adicional substancial” nos indicadores antes de começar a mudar as políticas. A taxa de juros de curto prazo continua perto de zero e a Fed sinalizou que vai continuar a comprar 120 mil milhões de dólares em títulos a cada mês, para alimentar a recuperação económica.

(Notícia atualizada às 19h40)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Fed mantém política monetária, mas sinaliza subida de juros em 2023

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião