CTT disparam mais de 4%. Lisboa acompanha ganhos da Europa

A maioria das cotadas fechou em terreno positivo, mas são os CTT que lideram os ganhos do dia. Principais índices europeus também valorizam.

O PSI-20 valorizou 0,75% para os 5.102,03 pontos esta segunda-feira. A bolsa de Lisboa tinha recuperado das perdas da abertura ainda esta manhã e assim continuou, fechando a “verde”. A maioria das cotadas fechou em terreno positivo, mas são os CTT que lideram os ganhos do dia.

Os CTT, que começaram o dia com perdas de mais de 1%, recuperaram tendo acabado o dia a valorizar 4,36% para 4,55 euros por ação. Aliás, tal como os CTT a maioria das cotadas recuperou, uma vez que, de manhã apenas cinco abriram a “verde”, mas 12 das 18 fecharam em terreno positivo.

No geral, a maioria dos “grandes” da bolsa tiveram resultados positivos: BCP teve um ligeiro aumento de 0,07% para 0,145 euros por ação, Galp Energia valorizou 1,71% para 9,76 euros, Jerónimo Martins ganhou 0,51% para 15,76 euros, Sonae valorizou 1,65% para 0,8 euros, EDP Renováveis aumentou 0,37% para 18,89 euros e a EDP fechou o dia com ganhos de 0,37% para 4,58 euros por ação.

Assim, do grupo dos “grandes”, apenas duas cotadas não acabaram o primeiro dia da semana a positivo: a REN que se manteve inalterada face à sessão anterior (2,3 euros por ação) e a NOS que recuou 0,14% para 2,92 euros.

Lisboa segue assim a Europa que, ao final do dia, tinha os principais índices a valorizar, tendo o Stoxx-600 a mais 0,71% (455,27 pontos), o índice francês (CAC) 0,42% (5.064,79 pontos) e o britânico (FTSE) 0,64% (7.062,29 pontos). O alemão (DAX) também valoriza 1% para 15.603,4 pontos e, por fim, o espanhol (IBEX) ganha 0,23% para 9.051,7 pontos.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

CTT disparam mais de 4%. Lisboa acompanha ganhos da Europa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião