Checos ultrapassaram bem-estar económico dos portugueses em 2020

Portugal e República Checa têm estado taco a taco nos últimos anos no indicador de bem-estar económico. A pandemia voltou a colocar os checos à frente dos portugueses em 2020.

Portugal foi ultrapassado em 2020 pela República Checa no consumo per capita em percentagem da média europeia, um indicador do bem-estar económico dos cidadãos. Os checos chegaram a ficar à frente de Portugal em 2017, mas a posição reverteu-se logo no ano seguinte. Agora em 2020 solidificam a posição cimeira e igualam o valor registado pelos espanhóis.

Os dados foram divulgados esta segunda-feira pelo Eurostat e referem-se ao consumo per capita, que é um dos melhores indicadores do bem-estar económico dos cidadãos de um país, na medida em que contabiliza os bens e serviços consumidos pelas famílias independentemente da sua aquisição ser ou não efetuada por estas (podem ser fornecidas pelo Estado ou por instituições sem fins lucrativos). Estes dados estão em paridades de poder de compra, ou seja, têm em conta o custo de vida de cada local.

O PIB per capita também é um importante indicador do nível de bem-estar económico dos países e muito usado a nível internacional, mas o consumo per capita é mais útil para comparar o bem-estar relativo dos consumidores entre os vários países, como explica o próprio gabinete de estatísticas. Basta ver o caso do Luxemburgo ou da Irlanda em que o PIB fica muito acima da média da UE, mas no consumo per capita essa diferença esbate-se e no caso dos irlandeses é mesmo inferior à média europeia.

Em 2020, os bens e serviços que os portugueses desfrutaram correspondem a 85% da média europeia, menos um ponto percetual do que em 2019. Isto quer dizer que o nível de vida dos portugueses está 15% abaixo do nível médio dos europeus.

No caso dos checos, essa percentagem subiu de 85% em 2019 para 87% em 2020, ultrapassando os portugueses e igualando os espanhóis, os quais baixaram de 90% em 2019 para 87% em 2020. A República Checa melhorou 10 pontos percentuais nos últimos dez anos, desde os 77% registados em 2010.

Consumo per capita em Portugal, Espanha e República Checa desde 1995

Fonte: Eurostat.

O valor mais elevado deste indicador para Portugal registou-se em 2006 (92%), logo após o alargamento da União Europeia em 2004, altura em que esses países que entraram na UE eram mais pobres.

Ainda assim, este indicador é mais favorável para a economia portuguesa do que o PIB per capita: neste o país já foi ultrapassado por outros países como a Estónia ou a Eslovénia, os quais ficam atrás de Portugal no consumo per capita.

Norte-americanos 56% acima da média europeia

A diferença já foi maior e tem vindo a reduzir-se, mas os norte-americanos continuam com um bem-estar económico bem superior (56%) ao dos europeus. O país mais próximo deste nível é o Luxemburgo onde o consumo per capita corresponde a 131% da média europeia, ou seja, está 31% acima desta.

Consumo per capita em percentagem da média da União Europeia

Fonte: Eurostat.

Há outros países europeus (mas que estão fora da União Europeia) bem colocados neste ranking: é o caso da Noruega com 128%, a Islândia com 124% e a Suíça com 123%, o mesmo valor registado pela Alemanha. Nota ainda para o Reino Unido (110%) que saiu recentemente da UE.

Do outro lado da tabela, o primeiro país fora da UE a surgir é a Turquia com 72%, acima dos três países da União com um consumo per capita mais baixo: a Hungria (69%), Croácia (67%) e Bulgária (61%). Depois aparecem outros países mais pobres como o Montenegro, Sérvia, Macedónia do Norte, Bósnia e Herzegovina e Albânia.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Checos ultrapassaram bem-estar económico dos portugueses em 2020

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião