Regulador europeu avalia dose de reforço contra a Covid

Regulador europeu diz estar "em contacto" com todos os produtores de vacinas para avaliar uma eventual administração de um dose de reforço contra a Covid-19.

A Agência Europeia do Medicamento (EMA, na sigla em inglês) veio esclarecer que está “em contacto” com todos os produtores de vacinas para avaliar uma eventual administração de uma dose de reforço contra a Covid-19. No entanto, o regulador avisa que, neste momento, não há evidências suficientes para garantir que esta seja necessária.

A EMA está em contacto com os produtores de vacinas para discutir um eventual uso de uma dose de reforço e para determinar o melhor momento e a melhor estratégia”, começa por explicar o regulador europeu, em comunicado publicado no Twitter. No entanto, a EMA defende que “neste momento, não está claro que as doses de reforço sejam necessárias para que as vacinas contra a Covid mantenham sua proteção”.

Este esclarecimento surge um dia depois de ter sido noticiado que o Reino Unido se prepara para reforçar a vacinação contra a Covid-19, estando a planear administrar uma terceira dose da vacina a 32 milhões de britânicos, a partir de setembro. O objetivo é aumentar a proteção antes do inverno e manter o vírus controlado.

Esta quinta-feira a EMA veio ainda assegurar que as evidências científicas apontam para que as quatro vacinas já aprovadas pelo regulador (Pfizer/BioNTech, Moderna, AstraZeneca e Janssen) parecem proteger contra todas as variantes em circulação na Europa, incluindo a Delta, que está a suscitar as maiores preocupações por ser 60% mais transmissível que o vírus original e é já predominante em Portugal.

Neste momento, parece que as quatro vacinas que estão aprovados na União Europeia protegem contra todas as variantes que estão a circular na Europa, incluindo a variante Delta”, sinalizou Marco Cavaleri, responsável da estratégia de vacinas do regulador europeu, em conferência de imprensa. Num outro post no Twitter, a Ema aponta ainda que “duas doses de vacinas protegem contra a variante Delta” e que “os anticorpos das vacinas aprovadas neutralizam esta variante”.

(Notícia atualiza às 15h47)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Regulador europeu avalia dose de reforço contra a Covid

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião