Reino Unido levanta restrições da Covid a 19 de julho. Máscaras serão opção pessoal

O primeiro-ministro britânico apontou que a última fase do levantamento de medidas deverá avançar a 19 de julho. O plano, a confirmar mais próximo da data, permitirá a reabertura de todos os negócios.

O Reino Unido vai avançar com o levantamento das restrições aplicadas devido à pandemia a 19 de julho, confirmou o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson. A obrigatoriedade de utilizar máscara vai terminar, mas as recomendações vão continuar, pelo que as pessoas poderão escolher o que fazer. Já os negócios fechados vão poder reabrir, incluindo discotecas.

Boris Johnson aponta que é necessário “equilibrar os riscos”, da doença e também para as pessoas de continuar com as restrições, mesmo numa altura em que a variante Delta leva a um aumento nos casos. “Se não podemos reabrir a nossa sociedade nas próximas semanas, quando seremos ajudados pela chegada do verão e das férias escolares, devemos questionar ‘quando poderemos reabrir?’”, argumenta, em declarações citadas pela BBC (acesso livre, conteúdo em inglês).

No plano do Executivo britânico, as pessoas vão poder “tomar as suas próprias decisões sobre o que é seguro, em vez de o comportamento ser determinado por leis”. Assim, a obrigação legal de usar uma cobertura facial irá desaparecer, a 19 de julho, sendo ao invés fornecidas orientações sobre quando as pessoas são aconselhadas a usá-los.

A regra de um metro sobre o distanciamento social vai acabar, e os limites legais para ajuntamentos no interior e exterior serão eliminados, desaparecendo também as orientações para o teletrabalho. O primeiro-ministro anunciou ainda que está prevista, nesta próxima fase do plano, que ainda terá de ser confirmada mais próximo do seu arranque, que todos os negócios poderão reabrir, incluindo discotecas.

Já o teste e o rastreamento continuarão, mas o Governo quer substituir o isolamento por testes diários. O Executivo decidiu ainda que as segundas vacinas para menores de 40 anos serão aceleradas, ocorrendo após oito semanas, em vez de 12, como estava definido.

Quanto às viagens internacionais, o primeiro-ministro britânico apenas sinalizou que os planos para substituir o isolamento de pessoas totalmente vacinadas que regressam de países da lista “âmbar” serão anunciados no final desta semana.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Reino Unido levanta restrições da Covid a 19 de julho. Máscaras serão opção pessoal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião