Após tempestades de granizo, Governo quer mais produtores a aderirem ao seguro agrícola

  • ECO Seguros
  • 6 Julho 2021

Promover e divulgar, junto dos agricultores e estruturas organizativas do setor, o sistema de seguros agrícolas é uma das medidas do Ministério da Agricultura após intempéries nos últimos 3 meses.

Na sequência da queda de granizo, ocorrida nos passados meses de abril, maio e junho, no norte e centro do país, o Governo adotou um conjunto de medidas com vista a minimizar os prejuízos causados por estes fenómenos meteorológicos adversos.

Entre outros apoios excecionais, a ministra da Agricultura anunciou uma linha de crédito de 5 milhões de euros para apoiar as explorações agrícolas e agroindústrias atingidas pelas intempéries; prorrogação da perenidade das operações de investimento; isenção de penalizações nos controlos VITIS – Reestruturação e Reconversão de Vinha e apoio aos tratamentos fitossanitários.

No que refere ao Seguro agrícola, o ministério anunciou intenção de sensibilizar “todos os produtores para a importância de aderirem a um seguro, assim como as próprias organizações de produtores e comissões vitivinícolas”.

Nas últimas três campanhas (2018, 2019 e 2020), “o Ministério da Agricultura, através do IFAP, procedeu ao pagamento de cerca de 45,7 milhões de euros de apoio aos prémios de seguro contratados no âmbito dos seguros de colheitas,” refere o comunicado do Governo.

As medidas de apoio excecionais anunciadas “pretendem reforçar a capacidade dos produtores e das indústrias para fazerem face aos prejuízos causados pelas últimas tempestades. Além disso, e porque as intempéries são cada vez mais frequentes e imprevisíveis, algumas das medidas pretendem também sensibilizar para práticas preventivas”, explicou o gabinete da ministra Maria do Céu Antunes.

“Entre os meses de abril, maio e junho, no Norte e Centro do país ocorreram várias tempestades de granizo que afetaram vinhas, pomares e outras produções,” concretiza o comunicado ministerial. As medidas adotadas pelo Governo foram anunciadas dia 5 de julho, após levantamento dos prejuízos pelas respetivas Direções Regionais de Agricultura e Pescas (DRAP).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Após tempestades de granizo, Governo quer mais produtores a aderirem ao seguro agrícola

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião