Ministério Público pede prisão preventiva para Vieira

  • ECO
  • 8 Julho 2021

O despacho do MP propõe ainda que Luís Filipe Vieira deixe de exercer funções como presidente do Benfica.

O despacho de indiciação do Ministério Público (MP), a que a TVI teve acesso, indica que o procurador Rosário Teixeira não te dúvidas do perigo de fuga de Luís Filipe Vieira e pede por isso prisão preventiva para o presidente da SAD do Benfica, detido esta quarta-feira. Para fundamentar esta medida de coação, o MP assinala as frequentes deslocações do presidente do Benfica para fora do país e a fortuna que terá no estrangeiro.

O Ministério Público defende que, atendendo à dimensão dos factos que se indicia terem sido praticados, entende que sejam impostas medidas de coação diferentes da simples sujeição a TIR [Termo de Identidade e Residência] — a mais leve de todas as previstas nas leis penais — defendendo mesmo a aplicação da medida de prisão preventiva. Manuel Magalhães e Silva, advogado de Vieira, confirma essa pretensão do MP.

O despacho defende ainda que Luís Filipe Vieira, mesmo que não seja detido, deixe de exercer funções como presidente do Benfica, enquanto decorrer o processo, dados os perigos de continuação da atividade criminosa e de perturbação do inquérito. Cabe agora a Carlos Alexandre, o juiz de instrução, validar ou não a proposta de Rosário Teixeira.

No processo estão a ser investigados, pela Autoridade Tributária, crimes de burla qualificada, abuso de confiança agravada, falsificação de documentos, branqueamento de capitais e fraude fiscal qualificada, que já resultou na detenção de Luís Filipe Vieira, o empresário José António dos Santos, o filho Tiago Vieira e Bruno Macedo. Serão todos ouvidos pelo juiz Carlos Alexandre, em princípio, esta sexta-feira.

 

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Ministério Público pede prisão preventiva para Vieira

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião