Impresa lucra 3,3 milhões nos primeiros seis meses do ano

A subida foi de 3,2 milhões quando comparado com os primeiros seis meses de 2020. Publicidade e receitas com chamadas de valor acrescentado tiveram maior crescimento.

A Impresa registou lucros de 3,34 milhões de euros no primeiro semestre deste ano, o que corresponde a quase 19 vezes mais face aos resultados consolidados do período homólogo do ano passado. A informação foi avançada pela empresa em comunicado enviado esta quarta-feira à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

“O resultado consolidado líquido do semestre da Impresa atingiu 3,3 milhões de euros, representando um aumento de 3,2 milhões de euros, mais 1.776% face aos primeiros seis meses de 2020”, esclarece o grupo liderado por Francisco Pedro Balsemão, em comunicado.

O EBITDA, ou resultado antes de juros, impostos, depreciações e amortizações, superou os 10,8 milhões de euros, tendo aumentado 30% em comparação com o valor apurado no primeiro semestre de 2020, no qual o Grupo registou um EBITDA de 8,3 milhões de euros.

“As receitas totais do Grupo alcançaram 92 milhões, refletindo um crescimento de 17% comparativamente ao valor registado no período homólogo”, tendo os custos operacionais também aumentado, mas 16%.

O grupo destaca que no que respeita às fontes de receita, destacou-se o desempenho positivo da publicidade, com um acréscimo de 21,2% em termos homólogos. As receitas de IVR’s (chamadas de valor acrescentado) também se demarcaram pela positiva, com um crescimento de 38,1% relativamente ao período homólogo de 2020.

Nos primeiros seis meses de 2021, é ainda de salientar um aumento de 5% no total das vendas de publicações, nas versões em papel e digital.

SIC aumenta lucros em 5,5 milhões

Nos primeiros meses do ano, o resultado líquido da SIC foi positivo, no montante de 5,5 milhões de euros, assinalando-se um acréscimo de 32,8% face ao período homólogo, anunciou a empresa esta quarta-feira, em comunicado enviado à CMVM.

“A SIC atingiu 80 milhões de receitas totais, o que reflete um acréscimo de 18,9% comparativamente ao período homólogo do ano passado”, explica SIC em comunicado.

O aumento de 20,2% (11,7 milhões de euros) nos custos operacionais foi inferior ao acréscimo das receitas (12,7 milhões), resultando num crescimento de 11,1% do EBITDA, para 10 milhões.

As receitas de publicidade atingiram 51,7 milhões de euros, representando um crescimento de 22% face ao período homólogo de 2020.

A SIC terminou o primeiro semestre de 2021 a liderar no universo dos canais generalistas, alcançando uma média de 20,1% de share.

(Notícia atualizada às 17h58 com os resultados da SIC referentes ao primeiro semestre de 2021)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Impresa lucra 3,3 milhões nos primeiros seis meses do ano

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião