CNE e Proteção de Dados colidem nas moradas dos candidatos às autárquicas

  • ECO
  • 1 Agosto 2021

A CNE e a CNPD estão em rota de colisão. A primeira quer divulgar as moradas dos candidatos à porta dos tribunais, enquanto a segunda considera que isso viola a lei da proteção de dados.

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) e a Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD) estão em rota de colisão. A CNE quer divulgar a morada dos candidatos e mandatários dos partidos e movimentos concorrentes às autárquicas nas listas que serão afixadas nos tribunais já esta segunda-feira, enquanto a CNPD considera que tal é desnecessário.

Segundo o Público (acesso condicionado), é entendimento da CNE que a informação completa dos candidatos e mandatários deve ser tornada pública em “defesa da transparência”. Mas a CNPD considera que isso viola o Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD), sendo desnecessário, preferindo, em alternativa, a divulgação, exclusivamente, do respetivo código postal.

O verniz estalou, com a CNE a aprovar uma deliberação esta semana, na qual acusa a CNPD de fazer um “entendimento inovador da Lei Eleitoral”. Para a CNE, “o cidadão que subscreve uma declaração de aceitação de candidatura sabe que a sua vida privada deixa de ter a proteção especial dada à vida privada dos demais cidadãos”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

CNE e Proteção de Dados colidem nas moradas dos candidatos às autárquicas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião