Proteção de dados

A empresa-mãe do Facebook aceitou pagar 725 milhões de dólares num processo que acusa a rede social de permitir que milhões de dados pessoais dos utilizadores fossem fornecidos à Cambridge Anlytica.

INE "praticou cinco contraordenações, por infrações ao RGPD, no âmbito da operação censitária de 2021", lê-se em comunicado. Comissão de Proteção de Dados aplicou coima de 4,3 milhões de euros.