Novo programa de empreendedorismo quer lançar 15 startups tecnológicas em Portugal

  • Joana Abrantes Gomes
  • 11 Agosto 2021

O AINanoTEC arrancou e quer criar mais de 15 startups tecnológicas em Portugal, com emprego qualificado, nas áreas da inteligência artificial, nanotecnologia e tecnologias da informação e comunicação.

Um programa de empreendedorismo abriu um concurso para identificar ideias e projetos nas áreas de inteligência artificial (IA), nanotecnologia e tecnologias da informação e comunicação (TIC). A expectativa é a de que o AINanoTEC resulte na criação de, pelo menos, 15 startups tecnológicas em Portugal. As candidaturas terminam a 3 de setembro.

“Este concurso destina-se a todos os que pretendem explorar as suas ideias ou resultados de I&D [Investigação e Desenvolvimento] nas áreas da IA, Nanotecnologia ou TIC, com o objetivo de criar uma empresa e empregos altamente qualificados”, lê-se num comunicado sobre o programa. O AINanoTEC é uma iniciativa da associação de investigação Fraunhofer Portugal, do Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia (INL) e da INOVA-RIA, uma associação de empresas de inovação de Aveiro.

As propostas selecionadas farão parte de uma rede internacional de mentores e stakeholders, permitindo aos investigadores e empreendedores desenvolverem “ferramentas para apoiar ideias e responder às necessidades das ‘pré-startups'”, bem como criar “equipas multidisciplinares que contribuam para um ambiente de cocriação e partilha de experiências”.

As “pré-startups” terão ainda ao seu dispor um “vasto ecossistema” de investidores, end-usercompanies, parceiros tecnológicos, coachers, e mentores em áreas como negócio, finanças, capital de risco, marketing digital, nanotecnologia, TIC, IA, ambiente ou saúde.

Numa segunda fase do programa, com arranque previsto em setembro, os participantes terão acesso a bootcamps para “desenvolvimento e aceleração de ideias”, através de atividades temáticas de coworking, matching, pitching e mentoring com a rede de mentores e stakeholders. Depois dos bootcamps, inicia-se a fase de aceleração, que decorre até abril de 2022, seguindo-se a fase de scale-up, com pilotos e demonstrações, até março de 2023.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Novo programa de empreendedorismo quer lançar 15 startups tecnológicas em Portugal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião