IP sobe preços depois de vários concursos desertos

  • ECO
  • 12 Agosto 2021

A IP atualizou os preços de obras que ainda vão ser lançadas, depois de vários concursos ficarem desertos. Situação deve-se a aumento de custos materiais e da mão-de-obra.

Nove concursos na área da ferrovia ficaram desertos nos últimos meses, com as propostas entregues a não encaixarem no valor base. A Infraestruturas de Portugal (IP) decidiu então atualizar os preços para as obras do Ferrovia 2020 que falta lançar, sendo que as restantes em curso estão abrangidas pelo mecanismo automático da revisão de preço, segundo avança o Jornal de Negócios (acesso pago).

“Há muito tempo que não tinha concursos desertos”, apontou o vice-presidente da IP, algo que ocorre numa altura de aumento de custos materiais, nomeadamente dos combustíveis e aço, e da mão-de-obra. A IP “reagiu depressa” a este contexto, garantiu Carlos Fernandes, ao atualizar os preços das obras ainda por lançar.

O vice-presidente da IP explica ainda que a antecedência com que são feitos os pedidos de autorização para o lançamento dos concursos também pode afetar o processo. “Se houver alterações dos mercados durante esse processo o pedido que fizemos cinco ou seis meses antes pode não estar atualizado”, assumiu Carlos Fernandes.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

IP sobe preços depois de vários concursos desertos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião