“Não tenho dinheiro para pagar as dívidas”, diz Vieira

  • ECO
  • 20 Agosto 2021

“Não tenho 160 milhões para pagar a dívida. Já está tudo tratado para se entregar as ações”, diz Luís Filipe Vieira, sobre a dívida ao Novo Banco.

Luís Filipe Vieira quebra o silêncio e, a cerca de duas semanas de expirar o prazo para pagar 160 milhões de euros ao Novo Banco, garante que não tem dinheiro para saldar essa dívida. “Não tenho 160 milhões para pagar a dívida. Já está tudo tratado para se entregar as ações”, diz, em declarações ao Correio da Manhã (acesso pago).

Em causa está um empréstimo que foi concedido por Ricardo Salgado a Vieira através de uma emissão de dívida de Valores Mobiliários Obrigatoriamente Convertíveis. O Novo Banco está agora a estudar o que fazer com essa dívida e com os ativos da Promovalor, sociedade da qual constam os interesses imobiliários mais importantes da família Vieira. Se o banco executar as VMOC, ficará a ser dono de mais de 96% do seu capital.

Ao Correio da Manhã, Luís Filipe Vieira garante, contudo, que não ficou surpreendido com o prazo que lhe foi concedido para saldar a dívida. “Era o que estava tratado. Só falta assinar uns últimos documentos“, explica.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

“Não tenho dinheiro para pagar as dívidas”, diz Vieira

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião