Vacina da Pfizer contra Covid-19 recebe aprovação final das autoridades de saúde nos EUA

Vacina da BioNTech/Pfizer já tem aprovação final da Food and Drug Administration (FDA), abrindo espaço à imposição de vacinação obrigatória em certas circunstâncias nos EUA.

A Food and Drug Administration (FDA) decidiu dar aprovação final à vacina desenvolvida pelo consórcio BioNTech e Pfizer contra a Covid-19, que tem a designação comercial Comirnaty. A decisão abre caminho a mudanças nas políticas de vacinação nos EUA, podendo levar à imposição da obrigatoriedade da toma da vacina em certas situações.

Milhões de vacinas da Pfizer foram administradas nos últimos meses a cidadãos em todo o mundo, sem efeitos adversos perigosos frequentes ou dignos de registo. No entanto, à semelhança do que acontece na Europa, a administração destas vacinas tem sido feita ao abrigo de uma autorização de emergência, que permitiu distribuir o fármaco mesmo sem a aprovação final do mesmo.

Com esta decisão, a FDA dá “luz verde” incondicional à vacina da Pfizer, desde que administrada sob as condições definidas, nomeadamente a política de duas doses espaçadas por algumas semanas. Outros planos vacinais que recorrem a este medicamento vão continuar sujeitos a autorizações de emergência mais condicionadas, designadamente a terceira dose para pessoas imunodeprimidas e a vacinação de crianças com idades entre 12 e 15 anos.

“Hoje, a FDA aprovou a primeira vacina contra a Covid-19. Esta vacina tem sido conhecida por Vacina Pfizer-BioNTech Covid-19, e vai agora ser comercializada como Comirnaty, para a prevenção da doença Covid-19 em indivíduos com mais de 16 anos”, avançou aquela entidade norte-americana, num comunicado que já era esperado. Não sendo válida para a União Europeia (UE), a decisão da FDA deverá merecer olhar atento e até influenciar uma avaliação semelhante por parte da Agência Europeia do Medicamento.

Segundo a FDA, a vacina da Pfizer foi sujeitada a um rigoroso processo de controlo de qualidade, segurança e eficácia. “A Comirnaty contém RNA mensageiro (mRNA), um tipo de material genético. O mRNA é usado pelo organismo para replicar uma das proteínas do vírus que causa a Covid-19. O resultado de alguém tomar esta vacina é que, no final, o seu sistema imunitário reaja de forma defensiva ao vírus que provoca a Covid-19″, explica a FDA.

Para já, a decisão não tem efeitos práticos imediatos. Mas era um passo já aguardado por alguns decisores políticos, na medida em que pode dar margem para a imposição da vacinação obrigatória em algumas circunstâncias. Algumas instituições, como universidades, já estão a exigir a vacinação dos estudantes, mas alguns casos judiciais têm travado essa pretensão sob o argumento de que a vacina ainda não tinha sido totalmente aprovada pelas autoridades de saúde.

Depois da aprovação da Food and Drug Administration (FDA), o Departamento de Defesa dos Estados Unidos da América (Pentágono) avançou esta segunda-feira que irá tornar a vacina contra a Covid-19 obrigatória para os militares norte-americanos.

Paralelamente, a cidade de Nova Iorque vai exigir a todos os funcionários do departamento de educação que sejam vacinados pelo menos com uma dose até 27 de setembro.

“Agora que a vacina da Pfizer/BioNTech foi aprovada, o Departamento vai emitir uma diretiva exigindo que todo o pessoal alistado seja vacinado”, disse o porta-voz do Pentágono, John Kirby.

Amesh Adalja, do centro de segurança da saúde da Universidade Johns Hopkins disse à AFP que “espera que mais organizações e mais empresas venham a exigir a vacina como condição de emprego”, disse

(Notícia atualizada pela última vez às 17h08)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Vacina da Pfizer contra Covid-19 recebe aprovação final das autoridades de saúde nos EUA

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião