BRANDS' PESSOAS RH 4.0: o futuro é agora

  • PESSOAS + EY
  • 30 Agosto 2021

Vicente Sitoe, Manager EY, People Advisory Services, deixa uma visão sobre as mais recentes tendências no sector de Recursos Humanos em linha com a evolução tecnológica em geral.

Uma nova geração está a entrar no ambiente profissional. Podemos, inclusive, afirmar que um novo tipo de trabalhador está a entrar no mercado de trabalho. Os Recursos Humanos veem-se forçados a ter de ajustar os seus instrumentos de gestão para satisfazer as expectativas desta nova geração em linha com as estratégias das organizações a que servem. É aqui onde entra a novidade do RH 4.0, como evolução do setor de Recursos Humanos.

Para explicar a origem desta evolução, começamos por fazer um breve resumo histórico. No RH 1.0, a área de Recursos Humanos focava-se na solução de problemas administrativos tais como a contratação, remuneração, controle e demissão de trabalhadores. Num segundo estágio surge o conceito de HR Business Partner, onde os trabalhadores tinham uma espécie de advogado ou representante pessoal dentro das áreas de Recursos Humanos. Porém, este representante focava-se exclusivamente na resolução de problemas laborais e outros aspetos da carreira dos seus “constituintes”. Num terceiro estágio de evolução, o RH 3.0, introduziram-se processos de gestão estratégica de RH, tais como, indicadores de performance, people analytics, políticas de motivação, promocação de culturas de serviço, gestão de talentos, estudos de clima e, o mais visível, introdução de ferramentas informáticas para o tratamento de temas administrativos tais como o cadastro de trabalhadores, a remuneração ou a gestão de férias.

Na quarta evolução, o RH 4.0, introduz-se o uso estratégico de tecnologias de informação e práticas modernas de gestão de pessoas. O RH 4.0 assenta na tecnologia para auxiliar a construção e gestão de equipas de alta performance, a implementação de uma cultura organizacional alinhada com os objetivos estratégico das organizações e a automação de rotinas. Com esta evolução da área de Recursos Humanos, o tema da produtividade e do desenvolvimento humano ganha relevo ao mesmo tempo que as organizações procuram alinhar a execução das tarefas e o bem-estar dos colaboradores.

"Uma área de RH tecnológica é uma resposta às mudanças que ocorrem em todos os outros setores de atividades, recentemente impulsionadas pela pandemia da COVID-19. Houve por muito tempo um RH burocrático e atrasado, relegado para o último plano das prioridades de inovação das organizações, passando agora a ser integrado nas inovações.”

Vicente Sitoe

Manager EY, People Advisory Services

O RH 4.0 encontra-se na sua fase inicial na maioria das geografias, sendo impulsionado pela transformação digital. Ferramentas que substituíram o trabalho manual e rotineiro são agora, elas também, substituídas pela automação. Isso permite que os Gestores e Técnicos de RH se dediquem quase em exclusivo aos temas analíticos, estratégicos e de tomada de decisões.

Uma área de RH tecnológica é uma resposta às mudanças que ocorrem em todos os outros setores de atividades, recentemente impulsionadas pela pandemia da COVID-19. Houve por muito tempo um RH burocrático e atrasado, relegado para o último plano das prioridades de inovação das organizações, passando agora a ser integrado nas inovações.

"Os profissionais de RH passam de executores a analistas e estrategas. São cada vez mais necessários e tornam-se cada vez mais indispensáveis, à medida que têm mais tempo para pensar na estratégia de RH”

Vicente Sitoe

Manager EY, People Advisory Services

As vantagens do RH 4.0 são vastas, começando pelo aumento da produtividade, a melhoria da comunicação e das relações interpessoais, a redução da imparcialidade e eficiência dos processos, o compromisso e identificação dos trabalhadores com os sistemas, a flexibilidade e rapidez na tomada de decisões. O RH 4.0 facilita a atração de talentos e, acima de tudo, a sua retenção nas organizações. Como grande inovação, o RH 4.0 permite que os trabalhadores conduzam as suas próprias carreiras na direção desejada. Dá-lhes capacidade, ownership, possibilidade de influenciar ou direcionar o seu próprio desenvolvimento e evolução profissional.

Quanto aos profissionais de RH, o RH 4.0 traz grandes desafios. Estes, não só têm de se atualizar para aperfeiçoar as suas competências técnicas de uso de ferramentas tecnológicas, como também têm de compreender melhor as estratégias das organizações para garantir o seu alinhamento com os planos individuais dos trabalhadores. Os profissionais de RH passam de executores a analistas e estrategas. São cada vez mais necessários e tornam-se cada vez mais indispensáveis, à medida que têm mais tempo para pensar na estratégia de RH, para pensar na organização do trabalho, para criar soluções que visam o aumento da produtividade das pessoas.

Interessado em saber mais? Subscreva aqui as comunicações da EY Portugal (convites, newsletters, estudos, etc).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

RH 4.0: o futuro é agora

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião