PSI-20 sobe 1% e atinge máximos de três anos

O principal índice nacional arrancou em setembro a valorizar 1%, após a subida de 7% em agosto, e atingiu máximos de agosto de 2018. Já recuperou totalmente do impacto da pandemia.

O PSI-20 fechou esta quarta-feira, a primeira sessão deste mês, a subir 1,02% para os 5.472,53 pontos. Com a subida de 7% em agosto e este arranque positivo em setembro, o principal índice nacional atingiu um máximo de agosto de 2018, ou seja, de três anos. Um ano e meio depois, o PSI-20 recupera totalmente do impacto da pandemia que se fez sentir principalmente em fevereiro e março do ano passado.

É preciso recuar a 28 de agosto para ver uma cotação do PSI-20 superior (acima dos 5.500 pontos) à de fecho deste dia. Em fevereiro de 2020, o índice não estava muito longe desse nível (5.435 pontos a 20 de fevereiro, por exemplo) e aí começou a derrocada provocada pela propagação da Covid-19, levando o PSI-20 a tocar nos 3.600 pontos.

Desde então, o índice tem recuperado, com algumas correções pelo meio, e só agora recuperou do nível pré-pandemia, após três sessões consecutivas de ganhos e um mês de agosto que foi o melhor do ano com uma valorização acumulada de 7%.

Fonte: Refinitiv/Reuters.

Nesta quarta-feira em Lisboa apenas quatro cotadas fecharam em terreno negativo, com destaque para a Galp Energia que caiu 0,88% para os 8,59 euros. As três restantes são a Altri, a Sonae e a Navigator.

As restantes cotadas fecharam em terreno positivo com destaque para a Pharol cujas ações valorizaram 4,71% para os 10 cêntimos. Segue-se a Semapa, que valorizou 3,33% para os 12,4 euros, e a EDP, que subiu 2,9% para os 4,78 euros, após a Berenberg ter revisto em alta a avaliação dos seus títulos. O BCP também avançou 2,9% para os 13,5 cêntimos.

Ainda com valorizações superiores a 1% está a Corticeira Amorim, a EDP Renováveis, Novabase, Ramada Investimentos e Ibersol. Nota ainda para a Mota-Engil que valorizou 0,89% para os 1,36 euros antes de divulgar os resultados semestrais esta quinta-feira.

O PSI-20 seguiu assim a tendência globalmente positiva das bolsas europeias nesta sessão. O Stoxx 600, o índice europeu que agrega as 600 principais cotadas europeias, valorizou 0,5%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

PSI-20 sobe 1% e atinge máximos de três anos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião