Ofertas de emprego sem procura em máximos de quatro anos

  • ECO
  • 6 Setembro 2021

Em julho contavam-se mais de 23 mil vagas disponíveis sem procura, referentes aos setores do imobiliário, alojamento e restauração e construção.

Há cada vez mais ofertas de trabalho acumuladas no Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) por falta de candidatos. De acordo com o Jornal de Notícias (acesso pago), em julho contavam-se mais de 23 mil vagas disponíveis sem procura, respeitantes a apenas três setores. A região de Lisboa e Vale do Tejo é aquela que concentra o maior número de ofertas por preencher.

Se em janeiro se contavam 10.735 vagas que ninguém queria no IEFP, em julho esse número mais do que duplicou para 23.236. Este aumento não é sazonal uma vez que em julho do ano passado se contavam apenas 12.705 ofertas. É, assim, preciso recuar até 2017 para encontrar um julho com mais ofertas de emprego do que este ano (24.335), refere o Jornal de Notícias.

Estes números dizem respeito a apenas três setores: atividades imobiliárias e administrativas, que lideram nas ofertas disponíveis; alojamento e restauração e construção. Já em termos de regiões, Lisboa e Vale do Tejo é aquela que acumula mais ofertas sem candidatos: 7.434 vagas contra 5.819 no Centro, 4.824 no Norte, 3.565 no Alentejo, 1.026 no Algarve e 568 nas regiões autónomas.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Ofertas de emprego sem procura em máximos de quatro anos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião