Economia portuguesa registou segundo maior crescimento da UE no segundo trimestre

A economia portuguesa cresceu 4,9% no segundo trimestre deste ano, face ao trimestre anterior, segundo revela o Eurostat.

A economia portuguesa cresceu 4,9% no segundo trimestre deste ano, face ao trimestre anterior. Este foi o segundo maior aumento entre os países da União Europeia no segundo trimestre de 2021, que já ficou marcado pela retoma da atividade, de acordo com os dados divulgados pelo Eurostat esta terça-feira.

À frente de Portugal no crescimento em cadeia encontra-se apenas a Irlanda, cujo aumento foi de 6,3%. Já a completar o “pódio” encontra-se a Letónia (4,4%), seguida de perto pela Estónia (4,3%). Por outro lado, no extremo oposto, é Malta que fica no fim da tabela, registando uma contração de 0,5%. A Croácia foi o único outro país que viu uma queda no PIB, de 0,2%.

Já quando se olha para a média comunitária, o PIB aumentou 2,1% no segundo trimestre de 2021 na UE, em comparação com o trimestre anterior. Na Zona Euro, o crescimento em cadeia foi de 2,2%. Isto após quedas de 0,1% e 0,3%, respetivamente, no primeiro trimestre deste ano.

A despesa de consumo final das famílias foi uma das rubricas que mais contribuiu para o crescimento nos Estados-membros. Durante o segundo trimestre de 2021, aumentou 3,7% na Zona Euro e em 3,5% na UE. Já a despesa de consumo do Governo cresceu 1,2% em ambas as zonas, também impulsionando o desempenho.

Quanto à balança externa, esta acabou por ser praticamente neutra para ambas as zonas, com as exportações a crescer quase tanto como as importações. Já as mudanças de inventário foram neutras para a UE mas contribuíram de forma negativa para o PIB da Zona Euro.

Veja aqui como Portugal compara no comboio da Zona Euro:

Portugal teve quarto maior aumento no número de pessoas empregadas na UE

Olhando para o emprego durante o segundo trimestre, Portugal também se destaca no topo da tabela. A taxa de pessoas empregadas cresceu 1,9%, face ao trimestre anterior, o que se traduz na quarta maior subida entre os Estados-membros, segundo os dados do gabinete europeu de estatísticas.

O maior crescimento foi registado na Letónia (5,7%), seguido pela Grécia e (2,8%) e Dinamarca (1,9%). Apenas dois países registaram quedas no número de pessoas empregadas no segundo trimestre: Espanha (0,9%) e Estónia (1,1%).

Já pela UE e na Zona Euro, o número de pessoas empregadas aumentou 0,7% no segundo trimestre de 2021, em comparação com o trimestre anterior. Este crescimento chega depois de quedas de 0,2% no primeiro trimestre, período ainda muito marcado pela pandemia.

No segundo trimestre de 2021, 207,5 milhões de pessoas estavam empregadas na UE, dos quais 159 milhões na Zona Euro, de acordo com as estimativas do Eurostat.

(Notícia atualizada às 11h05)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Economia portuguesa registou segundo maior crescimento da UE no segundo trimestre

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião